Você está lendo:
Adutora que levará água do Sepotuba até a ETA terá licitação emergencial lançada este ano

Adutora que levará água do Sepotuba até a ETA terá licitação emergencial lançada este ano

secretario-chiletto-e-sommavilla

Sílvio Sommavilla (PDT) esteve na última semana com o secretário de Estado de Cidades Eduardo Chiletto, que garantiu para o mês de novembro a apresentação de um projeto para a captação de água no Rio Sepouta com rede adutora até a Estação de Tratamento de Água do SAMAE de Tangará da Serra, e para este ano o lançamento de um edital de licitação para a contratação emergencial de uma empresa para realizar a obra. Segundo Chiletto informou, a determinação de celeridade partiu do próprio governador Pedro Taques (PSDB).

“Serão 15 quilômetros de rede adutora. A obra deve ficar em torno de R$ 8 milhões. O Governo vai aportar esses recursos, nós vamos correr atrás pra botar esses recursos. Vamos correr atrás, a intervenção do Governo Pedro Taques, para que a gente consiga resolver definitivamente o problema da água de Tangará através do Governo do Estado de Mato Grosso”, afirmou o secretário Eduardo Chiletto.

Ele explicou também que o Estado manterá contato com a Energisa para garantir a rede elétrica que permitirá o funcionamento das bombas que vão extrair a água do Rio Sepotuba. Além disso, o Estado viabilizará a perfuração de dez poços artesianos no perímetro urbano de Tangará da Serra – poços que levam de dois a três dias, cada, para serem perfurados. E caminhões-pipa (que já estão na cidade) para ações emergenciais.

DEFINITIVA – Ao presidente da Câmara Municipal de Tangará da Serra, o secretário Chiletto garantiu que o governador pretende resolver o problema de água de Tangará da Serra pelos próximos 30 ou 40 anos. “O governador determinou a elaboração de projeto e construção de uma grande adutora do Rio Sepotuba até a ETA, determinou. (…) Nossa equipe já está levantando dados em Tangará, para no máximo início de novembro ter o projeto pronto, lançar licitação emergencial, começar uma obra que por 30, 40, 50 anos Tangará vai ficar sem problema de água. Determinação do Governo Pedro Taques”, concluiu.