Você está lendo:
Agricultores familiares podem ter 54% de desconto em financiamentos do PRONAF, este mês

Agricultores familiares podem ter 54% de desconto em financiamentos do PRONAF, este mês

Os agricultores familiares dos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, de Goiás e do Distrito Federal que adquiriram financiamentos para o custeio e investimento na produção por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf, devem ficar atentos.
É que a Secretária Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, a Sead, publicou a lista de descontos das parcelas do financiamento que são voltados aos agricultores que tiveram prejuízos com a queda dos preços dos produtos no mercado.
Os bônus são do Programa de Garantia de Preços da Agricultura Familiar, o PGPAF, que o agricultor ganha quando pega financiamentos junto ao PRONAF. É o que explica o Coordenador-Geral de Financiamento à Produção Rural da Sead, José Henrique Silva.
“Esse é um programa que permite ao agricultor familiar que tenha operações de crédito no âmbito do PRONAF, ter uma segurança quando ele faz o financiamento, quer seja de custeio ou de investimento, automaticamente ele já está beneficiado pelo PGPAF. É um programa que está acoplado ao crédito. Automaticamente ele está coberto pelo Programa de Garantia de Preços da Agricultura Familiar.”
Os descontos nas parcelas dos financiamentos adquiridos junto ao PRONAF são concedidos pelo PGPAF todos os meses e classificados por culturas.
Até nove de setembro, os agricultores familiares do Centro-Oeste do país que cultivaram arroz em casca natural, babaçu, batata, cacau, cana-de-açúcar, cará ou inhame, cebola, erva-mate, feijão caupi, manga, maracujá, milho, sorgo e triticale, podem ter descontos de até 54% nos financiamentos.
Coordenador-Geral de Financiamento à Produção Rural da Sead, José Henrique Silva lembra que o acesso aos descontos do PGPAF é automático para os agricultores familiares com financiamentos do PRONAF.
Todas as vezes que o agricultor faz a contratação de uma operação de crédito ele contrata para uma determinada atividade. Vamos pegar o exemplo do feijão. O agricultor familiar foi lá e fez um custeio para fazer a produção de feijão naquela safra. Ele produziu feijão. Quando ele for vender o produto, se o preço de mercado do feijão tiver caído abaixo de um preço de garantia, o PGPAF vai auxiliá-lo na complementação desse preço que caiu muito
Os descontos concedidos pelo PGPAF nos financiamentos adquiridos junto ao PRONAF aos agricultores familiares são divulgados pela Sead, todos os meses.
Para a produção de 2017 e 2018, o governo Federal disponibilizou aos agricultores familiares cerca de 30 bilhões de reais em crédito, com juros que variam de dois e meio a cinco e meio por cento ao ano.
Para conferir a lista dos estados, produtos e descontos acesse na internet a página da Sead. O endereço é: mda.gov.br