Você está lendo:
Além de Campo Novo dos Parecis, outras 3 cidades pediram ajuda à Defesa Civil
0

Além de Campo Novo dos Parecis, outras 3 cidades pediram ajuda à Defesa Civil

by Radio Tangaráfevereiro 15, 2017
As fortes chuvas, dos últimos dias, tem castigado diversos municípios de Mato Grosso. Há casos de cidades que tiveram diversas comunidades isoladas por conta dos prejuízos causados com a chuva. Segundo o superintendente da Defesa Civil de Mato Grosso coronel Abadio José da Cunha Júnior oficialmente quatro cidades já solicitaram a visita e apoio por parte da Defesa Civil.
Além de Campo Novo do Parecis, que inclusive já decretou situação de emergência, os municípios de Chapada dos Guimarães, Barra do Bugres e Rio Branco já solicitaram apoio. Coronel Cunha frisou que equipes da Defesa Civil serão deslocadas para estas regiões para avaliar os estragos. Em Rio Branco, segundo ele, o pedido foi devido aos estragos e destruições de pontes que isolaram comunidades.
“No caso de prejuízos econômicos fazemos a orientação de como fazer os decretos e contabilizar valores até para solicitar ajuda para reconstrução. Se for apoio humanitário viabilizamos aporte imediato para as cidades, como no caso de Campo Novo do Parecis”, disse.
Apesar das fortes chuvas e danos em Vila Rica e em cidades da região Oeste como Pontes e Lacerda, a Defesa Civil ainda não foi oficiada sobre pedidos de ajuda. Nos municípios que pediram, fora Campo Novo do Parecis, não há situação de pessoas desabrigadas.
A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia é de chuvas fortes e constantes em todo o Estado até o final da semana, a maioria dos municípios pode ter precipitações acima de 100 milímetros diários. Há riscos inclusive de transbordamento de rios. Para Cuiabá, o coronel Cunha diz que ainda não há sinal de alerta. Em relação ao nível do rio, apesar de ter subido, Cunha diz que segue dentro da normalidade.

Campo Novo do Parecis

Em Campo Novo, o prefeito Rafael Machado decretou situação de emergência no município. O gestor afirma que o município passa por extrema dificuldade financeira e não reúne condições para reparar, a curto e médio prazo, os danos causados pelas intensas chuvas que assolaram o bairro Jardim das Palmeiras, o mais afetado pela inundação. Em 48 horas choveu em Campo Novo do Parecis mais do que o previsto para o mês todo. Foram 310 milímetros de chuva e três mil pessoas atingidas pela enchente.

Orientações

O superintendente da Defesa Civil de Mato Grosso coronel Abadio José da Cunha Júnior reforça a orientação aos moradores e cidades do Estado, visto que o período chuvoso deve estender ao longo do mês. Para os moradores a dica é que fiquem em alerta às tempestades, reforcem os telhados das casas, se necessário ao sinal de chuva subam os móveis de suas casas.
Para os municípios a orientação é que mantenham contato com a Defesa Civil e busquem orientações até mesmo para facilitar em caso de desastres causados com a chuva. O telefone para contato com a Defesa Civil é (65) 3613-8400.

Em atenção

Um novo relatório emitido pela Secretaria de Meio Ambiente ontem revela que alguns rios de Mato Grosso continuam em atenção devido à elevação dos níveis por conta da chuva. O Rio Cuiabá na altura de Barão de Melgaço que apresentou na segunda-feira o nível de 584 centímetros (já em atenção), passou para 591 centímetros. O Rio Garças – córrego Fundo (Emasa) – estava em atenção com 349 centímetros e subiu para 563 centímetros. O alerta é para alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios e até 100 milímetros de chuva em diversas regiões do Estado.
About The Author
Radio Tangará