Você está lendo:
Apagão deixa Cuiabá, Várzea Grande, Tangará da Serra e diversas cidades de Mato Grosso sem energia elétrica
0

Apagão deixa Cuiabá, Várzea Grande, Tangará da Serra e diversas cidades de Mato Grosso sem energia elétrica

by newsmtmaio 14, 2015

Um apagão, no início da noite desta quinta-feira (14), deixou Tangará da Serra e várias cidades de Mato Grosso sem energia elétrica. Em Cuiabá, houve relatos de queda em diversos bairros. A interrupção no serviço durou aproximadamente 30 minutos. Também há informações preliminares de que outros Estados também foram afetados. Um desligamento temporário em duas linhas do Sistema Interligado Nacional causou o problema.

De acordo com o que apurou a reportagem do Olhar Direto, o apagão atingiu praticamente todos os bairros de Cuiabá e Várzea Grande. Também há relatos de queda em cidades como: Campo Verde, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Sorriso e Sinop. Em Rondonópolis houve uma queda de energia elétrica.

Segundo as informações apuradas pela reportagem, os estados do Rio de Janeiro e de Rondônia também foram atingidos. A energia foi reestabelecida de forma gradativa e em questão de 15 minutos foi normalizado. O telefone para informações da Energisa ficou congestionado por conta da interrupção do serviço.

A reportagem do Olhar Direto entrou em contato com a assessoria de imprensa da Energisa que informou que o problema foi em duas linhas do Sistema Interligado Nacional que desligaram temporariamente. Estas linhas são de alta tensão e responsáveis por trazer a energia para o Estado e por isso houve o apagão.

A assessoria acrescentou ainda que não foi o sistema da Energisa que caiu e sim o do Sistema Nacional, que é de responsabilidade da ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). Ainda não há o número exato de municípios atingidos em Mato Grosso, porém, o apagão se concentrou em Cuiabá e na região oeste do Estado.

A ONS deverá dar um posicionamento para a Energisa somente na manhã desta sexta-feira (15). Por fim, foi dito que a energia foi reestabelecida gradativamente para garantir a estabilização do sistema e não prejudicá-lo.

Fonte: Redação com Olhar Direto

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?