Você está lendo:
Após alta do diesel, governo aumenta preço do frete de cargas

Após alta do diesel, governo aumenta preço do frete de cargas

Cinco dias após o aumento no preço do diesel, o governo publicou no Diário Oficial da União novos valores para o frete de cargas. De acordo com a nova tabela, o frete subiu de R$ 2,10 para R$ 2,16 até 100 quilômetros, considerando um caminhão com três eixos.

A mudança cumpre a lei (13.703), deste ano, que instituiu a política nacional de pisos mínimos para o transporte rodoviário de cargas. Assim, a tabela de preços do frete sofre ajuste toda vez que o valor do diesel oscilar mais de 10%. Na última sexta (31), a Petrobrás anunciou variação de 13% no combustível.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, já havia confirmado a mudança na noite desta terça-feira (4), após reunião de integrantes do governo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O aumento médio anunciado por Padilha era de 3%. Porém, na publicação feita no Diário Oficial, o impacto chega a 5% dependendo da carga.

Além de reajustar a tabela, o governo também decidiu intensificar a partir desta semana a fiscalização dos preços do frete, outra reivindicação das entidades representativas dos caminhoneiros desde a greve em maio.