Você está lendo:
Batalhão Rotam da Polícia Militar tem novo comandante

Batalhão Rotam da Polícia Militar tem novo comandante

O Batalhão Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel), unidade do Comando Especializado (Cesp) da Polícia Militar, tem novo comandante. O tenente-coronel Cleverson Leite de Almeida assumiu o comandante na tarde desta terça-feira (26.09), em substituição ao tenente-coronel Fernando Augustinho de Oliveira Galindo.

A troca de comando aconteceu no pátio do quartel do Batalhão Rotam, no bairro Dom Aquino, em Cuiabá, na presença do comandante-geral da PMMT, coronel Marcos Vieira da Cunha; do comandante do Cesp, coronel Henrique Correia da Silva Santo; do secretário-adjunto de integração Operacional da Sesp, coronel Jonildo José de Assis, e de outras autoridades militares e civis.

Há 23 anos na PMMT, o novo comandante tem experiência nas áreas e ações da Polícia Militar mato-grossense. Ingressou como soldado em 1994 e dois anos depois, aprovado em novo concurso, para o CFO (Curso de Formação de Oficiais), começou a trilhar a carreira oficialato.

Na lista de cursos de formação e aperfeiçoamento do TC Leite estão, entre outros, Bacharel em Segurança Pública, Análise Criminal, Gerenciamento de Crise e Operações Rotam. Ele também já comandou companhias, batalhões e divisões especiais da Polícia Militar, como o Grupo de Operações Especiais do 5º Batalhão de PM em Rondonópolis.

Ao passar a função na qual permaneceu por um ano, o tenente-coronel Fernando agradeceu o empenho e dedicação do efetivo e disse que se sente honrado pela oportunidade de comandar o batalhão. Ele observou que mesmo sendo uma força suplementar, durante esse período a Rotam apreendeu 120 armas e quase 500 quilos de droga.

O comandante-geral, coronel Cunha, disse que a Rotam eleva o nome da Polícia Militar tanto na parte operacional como social e tem o reconhecimento da sociedade. Mudanças de comando como essa são uma rotina, são naturais na Polícia Militar.

 

Projetos Sociais

Há quatro anos, o Batalhão Rotam desenvolve o ‘Jiu Jitsu Rotam’, um projeto que atende 120 crianças e adolescentes. Também oferece o ‘Rotam Extreme Conforto Zero’, um projeto de treinamento e preparo físico, além de uma escolinha de futebol que está em fase de implantação.

A ‘Rotam Extreme’, corrida com obstáculos, é outro projeto do Batalhão. A 2ª edição, realizada este mês, reuniu mais de 1 mil participantes.