Você está lendo:
CAÇA AOS CORRUPTOS: Auditorias no Detran devem levar mais gente para a cadeia, avisa Taques
0

CAÇA AOS CORRUPTOS: Auditorias no Detran devem levar mais gente para a cadeia, avisa Taques

by newsmtjaneiro 26, 2016

Dr.Rogers [Jarbas] está lá, à frente do Detran, 37 pessoas já foram presas. Ele ele está fazendo um grande trabalho e está mandando para o Ministério Público Estadual, isso vai aparecer uma hora”, avisou Taques.

O resultado do combate à corrupção dentro do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso) pode vir à tona a qualquer momento.

É o que prevê o governador Pedro Taques (PSDB), ao lembrar que dezenas de pessoas já foram presas desde janeiro de 2015.

“Quanto à corrupção, o Dr.Rogers [Jarbas] está lá, à frente do Detran, 37 pessoas já foram presas. Ele está fazendo um grande trabalho e está mandando para o Ministério Público Estadual, isso vai aparecer uma hora”, avisou Taques.

O governador se disse ciente de que o cidadão mato-grossense que procura diariamente o Detran ainda não está sendo atendido com o respeito devido e essa seria a prioridade desta gestão.

“Mais do que pensar em concurso, mais que pensar em terceirização, a pergunta que temos que fazer é: o cidadão está sendo bem atendido no Detran? Não, ele não está contente com o que está acontecendo lá”, emendo o chefe do Executivo.

Sobre a Ação Direta de Inconstitucional (Adin) impetrada pela deputada Janaina Riva, junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) quanto à Mensagem do governo que permite a terceirização dos serviços de vistoria veicular no Detran, Taques disse que respeita a posição da parlamentar, mas confia nos pareceres da equipe técnica do governo, como a Procuradoria –geral do Estado e da Secretaria de Planejamento (Seplan). “ Eu respeito a deputada, mas parece que estamos num país de inconstitucionalistas onde tudo que é favorável ao governo é inconstitucional, mas eu confio no projeto pois teve parecer favorável da PGE, mas se ela [a deputada] acha que é inconsticional, eu respeito, faz parte do jogo político”, sinalizou.

Quanto à tramitação dessa matéria que trata da terceirização das vistorias veiculares, Pedro Taques que, tentou que sua base aliada na Assembleia aprovasse a Mensagem durante a auto-convocação de janeiro, mas devido à polêmica em torno do texto, a proposta ficou para ser apreciada em fevereiro apenas.

“Essa foi uma manifestação legislativa e eu tenho que entender isso, mas a posição do governo está tomada. A maioria dos deputados entende que tem que terceirizar, mas há outros que entendem que não, o que aliás é legítimo e isso vai ser decidido no voto”, completou Taques, enfatizando que mesmo que seja aprovada a terceirização, pela Assembleia, ele não permitirá aumento no valor dos serviços prestados pelas empresas terceirizadas.

Fonte: Do Repórter MT

About The Author
newsmt