Você está lendo:
Caravana da Transformação atinge a marca de 30 mil cirurgias oftalmológicas

Caravana da Transformação atinge a marca de 30 mil cirurgias oftalmológicas

Somente em Juína, 4.309 cirurgias foram realizadas, sendo 3.484 de catarata, 681 de pterígio e 144 yag lasers

Mais uma edição da Caravana da Transformação chegou ao fim. Desta vez, a região Noroeste de Mato Grosso foi contemplada, tendo o município de Juína como sede do evento, que ocorreu entre os dias 19 e 29 de setembro. Na oportunidade, o Estado alcançou a marca de 30 mil cirurgias realizadas, mais de 52 mil consultas e pouco mais de 329 mil procedimentos oftalmológicas ao longo das nove edições.

Somente na 9ª edição da Caravana, 4.309 cirurgias foram realizadas, sendo 3.484 de catarata, 681 de pterígio e 144 yag lasers. Juína foi a terceira edição com maior número de cirurgias, ficando atrás apenas das edições de Barra do Garças, que ocorreu em agosto e totalizou 5.107 cirurgias e Alta Floresta, que ocorreu em junho e contabilizou 4.362 cirurgias.

“Vale lembrar que um paciente poderá passar por até três tipos de cirurgias nos dois olhos, a exemplo do yag laser, que é a limpeza da lente já implantada, o pterígio, que é a carne conjuntiva que cresce em direção ao globo ocular e a catarata, que é a substituição da opacificação do cristalino. Nem todos os pacientes que são regulados para o atendimento são diagnosticados com necessidade cirúrgica” explicou a coordenadora de Saúde, Simone Balena.

Em Juína também 4.169 pessoas passaram por consultas, resultando em um total de 34.990 procedimentos oftalmológicos, ou seja, tudo que foi realizado durante a edição. “O paciente diagnosticado para cirurgia de catarata, por exemplo, passa por consultas, exames de fundo de olho, tonometria, biometria, mapeamento de retina, ultrassom, entre outros, e todos são considerados procedimentos”, esclareceu  Simone.

Além de Juína, os municípios de Aripuanã, Brasnorte, Castanheira, Colniza, Comodoro, Cotriguaçu, Juara, Juruena, Novo Horizonte do Norte, Porto dos Gaúchos, Rondolândia e Tabaporã também foram atendidos durante os 11 dias de evento. A organização e colaboração dos municípios beneficiados foram o grande destaque desta edição, como destacou o coordenador-geral da Caravana e secretário de Estado do Gabinete de Governo, José Arlindo de Oliveira.

“Durante os dias de evento, tive a oportunidade de agradecer pessoalmente os municípios por terem colaborado com a Caravana. É fato de que o Estado leva sua estrutura até a região a ser atendida. Mas quando contamos com a colaboração dos municípios, este trabalho fica muito mais produtivo e beneficia quem mais necessita: o povo mato-grossense”, disse Arlindo.

10ª edição

A próxima Caravana da Transformação já tem data e local definido: acontecerá entre os dias 17 e 27 de outubro, no Módulo Esportivo, em Tangará da Serra. Além da cidade-sede, outros 12 municípios da região serão contemplados. São eles: Alto Paraguai, Arenápolis, Barra do Bugres, Campos de Júlio, Campo Novo do Parecis, Denise, Diamantino, Nova Marilândia, Nova Olímpia, Porto Estrela, Santo Afonso e Sapezal.

Para ser atendido durante a edição, é necessário ter mais de 55 anos ou ter indicação para cirurgia de catarata ou pterígio. Os pacientes devem procurar a secretaria de saúde de seu município ou um PSF, levando documentos e Cartão SUS.