Você está lendo:
Com início das chuvas, rodovias estaduais ficam intransitáveis e motoristas reclamam
0

Com início das chuvas, rodovias estaduais ficam intransitáveis e motoristas reclamam

by newsmtdezembro 15, 2014

O início do período de chuvas é um dos mais complicados para os motoristas que tem de atravessar as rodovias estaduais. Os condutores relatam que a situação é de completo abandono. As estradas estão em péssimas condições e as pontes a beira de cair. Com isto, sobram problemas e falta tempo, principalmente para os caminhoneiros que tem de entregar as cargas com data estipulada.

A MT-130, que liga Primavera do Leste a Paranatinga, é um dos pontos de maior reclamação dos condutores. O motorista Ilson Santiago relatou a reportagem do Olhar Direto, pelo Facebook, que as condições da rodovia são péssimas: “A MT-130 está em estado de abandono. Na região das sete placas ninguém passa, é um atoleiro só. O asfalto entre Paranatinga e Gaúcho, no sentido Primavera do Leste não existe mais”.

As pontes de madeira também assustam os condutores. Ilson postou a foto de um caminhão que não conseguiu passar por uma delas, que fica sobre o rio Caiapó na MT-240, e está em péssimo estado de conservação. Por conta do problema, os motoristas tiveram de retornar 40 km para pegar um desvio: “Se o mundo tiver fim, só pode ser aqui”, desabafa.

Vale lembrar que as rodovias estaduais, principalmente do norte do Estado, são os principais corredores para escoar parte da produção agrícola de Mato Grosso. O tempo não é a única coisa que os motoristas perdem. Muitos deles ainda tem prejuízos com pneus furados e quebra de peças dos veículos.

No último dia 05 deste mês, 20 caminhões ficaram atolados na MT-322, antiga BR-080. Nela, os pontos mais críticos estão entre o posto Sucupira e os baianos. Com o abandono do poder público, os próprios motoristas tentaram ‘consertar’ a via jogando pedras e pedaços de madeira em locais de difícil acesso.

Vale lembrar que a rodovia estadual, que antes era Federal, é uma das beneficiadas pelo programa MT Integrado. Porém, as obras no local estão paralisadas e não há previsão de volta aos trabalhos. A empresa responsável chegou a recolher os maquinários.

Fonte: Olhar Direto

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?