Você está lendo:
CONTRA A OPERAÇÃO DA PF: Manifestantes ameaçam bloquear a BR-163 até o Natal
0

CONTRA A OPERAÇÃO DA PF: Manifestantes ameaçam bloquear a BR-163 até o Natal

by newsmtdezembro 4, 2014

Eles querem a liberação das 34 pessoas detidas pela Polícia Federal

Pelo menos três mil pessoas prometem fechar a BR-163, a partir de sábado (6) – estendendo o bloqueio até o Natal (25) -, caso todos os presos da “Operação Terra Prometida” não sejam liberados.

Os manifestantes – moradores dos municípios de Lucas do Rio Verde, Itanhangá, Ipiranga do Norte, Nova Mutum e Sorriso – assinaram um ato de repúdio na última segunda-feira (1º), em protesto pela forma como a Polícia Federal está conduzindo a operação.

Em entrevista ao MidiaNews, o prefeito de Ipiranga do Norte (470 km de Cuiabá), Pedro Ferronato (PTB), afirmou estar “indignado” com a prisão de trabalhadores que, segundo ele, são “pessoas de bem”.

“É tão vergonhosa essa operação. Uma pessoa levou na Justiça algumas inverdades e a mesma acatou. Se for para os nossos colegas passarem o Natal na cadeia, vamos passar o nosso natal na BR também”, afirmou o prefeito.

Segundo Ferronato, as investigações estão sendo feitas contra pessoas trabalhadoras.

“Se for para os nossos colegas passarem o Natal na cadeia, vamos passar o nosso natal na BR também”

“Não precisamos dizer nada. É só eles verem o tamanho do nosso manifesto. Será que só tem bandido envolvido? Pessoas que têm residência fixa e são de família e hoje estão presos como se fossem bandidos. Vários não sabem nem a razão pela qual foram presos”, comentou Ferronato.

Para o prefeito, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e seus servidores é que precisam ser investigados, e não os moradores das terras, que “ajudaram o município a crescer”.

“O Incra abandonou o município. A cidade cresceu sozinha, sem o acompanhamento técnico, e esse foi o grande problema ocorrido. Hoje quem está em Itanhangá são pessoas capacitadas para produzirem naquelas áreas de Cerrado”.

“Não precisamos dizer nada. É só eles verem o tamanho do nosso manifesto. Será que só tem bandido envolvido? ”

Segundo o prefeito, Itanhangá nunca teve estrutura oferecida pelo governo.

“No ano de 1997 houveram problemas graves de doenças, pois o assentamento não oferecia condições básicas de saúde. Lá era um poço de malária, e ninguém ia lá saber o que estava acontecendo. Tomamos a medida de fazer esse protesto, porque não é necessário prender pais de famílias”, afirmou o prefeito.

Liberado

Reprodução

Prefeito de Ipiranga do Norte, Pedro Ferronato (PTB), que também apoia o manifesto

O ex-prefeito da cidade de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (PSDB), que também foi preso na operação, recebeu a liberdade provisória nesta quinta-feira (4).

Ele é o primeiro dos 34 presos da Operação que conseguiu o relaxamento da prisão preventiva.

A decisão partiu do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília.

Marino Franz estava preso desde o dia 27 de outubro, no Centro de Custódia de Cuiabá.

 

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?