Você está lendo:
Corregedoria vai apurar uso de viatura para fins particulares
0

Corregedoria vai apurar uso de viatura para fins particulares

by newsmtjulho 1, 2014

Elayne Mendes, especial para o GD

 

A Corregedoria da Polícia Militar vai abrir uma sindicância para apurar quais foram os reais motivos que levaram uma policial a utilizar a viatura para fins particulares. A denúncia ainda não foi formalizada, mas o órgão já solicitou as imagens para compor o processo de investigação.

Após as cenas que mostram o momento em que a policial pára a viatura na porta de uma escola particular, no bairro Jardim Tropical, e coloca a filha no veículo, serem divulgadas pelo programa Cadeia Neles, a agente realizou um desabafo em uma rede social.

No texto a oficial K. M. justifica a ação, alegando que teria recebido uma ligação, em que uma pessoa não identificada ameaça sequestrar sua filha. “Fui sim buscar minha filha na escola dela, assim como buscaria qualquer criança que se o pai me relatasse que recebeu uma ligação, onde do outro lado da linha uma voz desconhecida dissesse q estava em frente a escola de sua filha e que a iria sequestrar”, diz parte do texto.

A agente diz ainda que a Polícia Militar estava ciente de sua atitude e que inclusive, a aconselhou como agir quando fosse buscar a filha. “Pedi apoio da própria polícia a quem está sempre disponível para servir qualquer cidadão, relatando o que estava acontecendo. Por não estar mais trabalhando no serviço de rua, fui orientada a colocar um colete balístico, pois não sabíamos até qual ponte esse fato seria verídico ou não”.

Para finalizar a policial reconhece que usar a viatura da PM para fins particulares é crime, mas ressalta que além de policial, ela também é mãe. “Sim é errado usar veículos do estado destinado ao serviço para interesses particulares. Mais ali não estava uma PM com preguiça de dirigir seu carro, ou que não tem dinheiro para o combustível, e sim estava uma PM mais em primeiro lugar mãe que precisava da ajuda da Polícia”.

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?