Você está lendo:
Deputado critica “aparato da segurança” para proteger acusado de homicídio
0

Deputado critica “aparato da segurança” para proteger acusado de homicídio

by newsmtjulho 8, 2015

P.S.S., de 32 anos, matou comerciante em Brasnorte e quase foi linchado por moradores

O deputado estadual Wagner Ramos (PR) criticou o aparato montado pela Segurança Pública do Estado para transportar, para Cuiabá, um homem de 32 anos de idade, acusado de assassinar o comerciante Adriano Coelho, de 28 anos, no último domingo (5), no município de Brasnorte (579 km a Noroeste de Cuiabá).

Durante pronunciamento na sessão da Assembleia Legislativa, na noite desta terça-feira (7), Ramos disse ver com “muita preocupação e revolta” a mobilização ocorrida, segundo ele, em prol do acusado.

“Após a confusão ocorrida na delegacia, chegou um aparato da polícia para tirar o rapaz daquele local. A mobilização foi muito grande e causou espanto. Estou muito revoltado, é de chocar o aparato que foi feito em cima dessa pessoa”, disse.

“A mobilização foi muito grande e causou espanto. Estou muito revoltado, é de chocar o aparato que foi feito em cima dessa pessoa”

Ocorre que, após o suspeito ser detido na delegacia do município, moradores cercaram o prédio, um dos populares conseguiu entrar no local e atirar contra o acusado, que foi atingido no peito.

Na sequência, P.S.S. foi transportado em uma aeronave do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) para o Pronto-Socorro de Cuiabá.

Segundo o deputado Wagner Ramos, a mesma movimentação não ocorre diariamente quando é necessário, por exemplo, realizar a transferência de um paciente para diferentes unidades médicas do Estado.

“A preocupação se dá, pois nós sofremos todos os dias para conseguir internação, conseguir UTI para pacientes, aeronave. A gente fica revoltado”, afirmou.

“A sociedade não está aguentando mais, a população está fazendo justiça com as próprias mãos. Então, é claro que a população vai se revoltar pelo aparato todo que se deu em favor de uma pessoa que matou um trabalhador, um pai de família. O Adriano morreu e deixou a esposa grávida de sete meses. Quem vai cuidar da criança? É um caso de se revoltar”, completou.

Crime

O assassinato do comerciante e piloto de motocross, Adriano Coelho, ocorreu na manhã do último domingo (5), em sua própria residência, localizada no bairro Nossa Lar, em Brasnorte.

População tentou linchar acusado de assassinar comerciante de Brasnorte

Ele foi morto a facadas, após o suspeito ter batido em sua porta, pedindo dinheiro para comprar entorpecente.

Moradores ficaram revoltados com o crime e tentaram linchar o acusado. Segundo a Polícia Civil, cerca de três mil pessoas cercaram a delegacia, o que levou o delegado a solicitar reforço à Polícia Militar.

Um dos populares conseguiu entrar no prédio e atirou contra o preso, que foi atingido no peito. Só depois de o reforço policial chegar à cidade é que os moradores se dispersaram da frente da unidade.

A ultima informação repassada pela Polícia Civil era de que o quadro de saúde do homem é estável. Ainda não se sabe se ele ficará preso em Cuiabá, ou se será levado para uma unidade prisional da região de Brasnorte.

O delegado Adil Pinheiro de Paula informou, na manhã de terça-feira (7), que já formalizou o pedido de prisão preventiva do suspeito baleado.

Fonte: Do Mídia News

About The Author
newsmt