Você está lendo:
"DESOBEDIÊNCIA": Ex-deputado vai ao Fórum e diz que houve “mal entendido”
0

"DESOBEDIÊNCIA": Ex-deputado vai ao Fórum e diz que houve “mal entendido”

by newsmtagosto 18, 2015

Ex-presidente da Assembleia, José Riva afirma que está trabalhando como corretor de imóveis

O ex-deputado estadual José Riva (PSD) foi ao Fórum de Cuiabá, na tarde de segunda-feira (17), para dar explicações à juíza Selma Arruda sobre os motivos que o levaram a não comparecer em juízo, no dia 24 do último mês.

O comparecimento mensal à Justiça é uma das medidas cautelares impostas pela magistrada para o ex-presidente da Assembleia Legislativa permanecer em liberdade.

Segundo o político, sua ausência ocorreu devido a um “mal entendido” em relação às cautelares, “pois não haveria razão dessa ausência, se não fosse por isso”.

Riva informou à juíza que está morando no mesmo endereço, no bairro Santa Rosa, em Cuiabá, e que também está trabalhando como corretor de imóveis e exercendo suas atividades de agropecuarista no Edifício Avant Garde, na Avenida Miguel Sutil.

Ao fornecer as explicações, ele ainda se comprometeu a comparecer mensalmente, todos os dias 24 de cada mês, para declarar suas atividades e confirmar o endereço.

A advertência de Selma Arruda a José Riva foi feita na semana passada. Segundo ela, o ex-deputado já havia sido advertido quanto à necessidade de comparecimento à Justiça, desde a audiência realizada em 24 de junho, ocasião em que seis medidas restritivas foram impostas.

Na ocasião, a magistrada lembrou que o descumprimento de uma das medidas cautelares pode acarretar no restabelecimento da prisão em cárcere do ex-deputado.

“Livre”

No último dia 31, no entanto, o desembargador Rui Ramos Ribeiro revogou três medidas cautelares que haviam sido impostas ao ex-deputado, entre elas o uso da tornozeleira eletrônica.

A decisão atendeu pedido contido em habeas corpus impetrado pela defesa do político, representada pelos advogados Valber Melo, Rodrigo Mudrovitsch, George Alves e Felipe Carvalho.

Além de não precisar mais usar a tornozeleira, Riva também foi liberado para sair de casa à noite e aos finais de semana, e não precisa informar à Justiça caso queira visitar outras regiões do Estado.

FONTE: LUCAS RODRIGUES DO MIDIAJUR

About The Author
newsmt