Você está lendo:
Dilmar e Wagner já são membros da CPI; Oscar defende suporte técnico
0

Dilmar e Wagner já são membros da CPI; Oscar defende suporte técnico

by newsmtmarço 12, 2015

Em reunião realizada hoje (12) à tarde, os integrantes da CPI das Obras da Copa escolheram os deputados estaduais   Dilmar Dal Bosco (DEM) e Wagner Ramos como substitutos de Janaína Riva (PSD) e Pery Taborelli (PV). A decisão será anunciada em plenário da sessão da próxima terça (17).

Atendendo pedido da liderança do PSD, Janaína deixou a CPI para evitar desgastes já que é filha do ex-presidente da Assembleia José Riva (PSD). O social-democrata deve ser incluído na lista dos investigados.

Taborelli deixou a CPI questionando a seriedade das investigações. O descontentamento existe porque o deputado do PV pleiteava a relatoria e acabou preterido pelos outros integrantes da comissão.

Conforme decisão do Colégio de Líderes Oscar Bezerra (PSB) assumiu a presidência e Mauro Savi (PR) foi escolhido relator.   Silvano Amaral (PMDB) também participará da CPI. As suplências serão ocupadas por   Emanuel Pinheiro (PR)  Pedro Satélite (PSD) e um parlamentar que ainda será definido. O líder do Governo Wilson Santos (PSDB) também foi escolhido suplente e vai acompanhar as investigações.

A CPI das Obras da Copa foi criada no último dia 4. O requerimento que prevaleceu foi assinado pelas lideranças partidárias em nome da unidade na Assembleia. A investigação terá prazo de 120 dias prorrogáveis por mais 60, em um total de 180 dias, para que seja apresentado um relatório final, que será encaminhado aos órgãos competentes de fiscalização.

Investigação

Oscar Bezerra defende que sejam convocados  técnicos e engenheiros da  UFMT  para   auxiliar na prestação de esclarecimentos sobre os erros de projetos e execução das obras da Copa. O socialista lembrou que os professores da instituição foram os primeiros a apontar as irregularidades como a do Viaduto da UFMT.

O parlamentar também ressaltou que a investigação pode se ampliar para outras obras além das de mobilidade urbana.  Como exemplo, citou a Arena Pantanal, a reforma e ampliação do Aeroporto Marechal Rondon e também os Centros Oficiais de Treinamento (COT) da UFMT e Barra do Pari em Várzea Grande.

“Queremos dar uma resposta à sociedade e responsabilizar os envolvidos com as possíveis irregularidades apresentadas em denúncias como a exibida pelo programa Fantástico da TV Globo”, explicou Oscar.

A convocação de depoentes na CPI será realizada através de votação entre os membros. Com isso, o deputado explica que para chamar o ex-governador Silval Barbosa (PMDB), o ex-secretário da Secopa Maurício Guimarães e até a Caixa Econômica Federal para prestar esclarecimentos, será preciso o entendimento entre todos os membros.

“A diferença desta CPI é que temos atuação de outros órgãos fiscalizadores, já que existe uma investigação paralela do Ministério Público Estadual (MPE), e também a Corregedoria Geral do Estado (CGE). Com isso, teremos subsídios técnicos e um órgão irá pressionar o outro a um resultado, porque não podemos ter um relatório final que não indica responsabilidades enquanto que o MPE e a CGE trarão isso”, concluiu Oscar.

Oscar assume presidência da CPI das Obras da Copa e Mauro Savi relatoria

Fonte: RD NEWS

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?