Você está lendo:
“E agora Ministério Público?” População vive expectativa sobre os direitos políticos dos vereadores preso na operação Pistolagem Neve Branca

“E agora Ministério Público?” População vive expectativa sobre os direitos políticos dos vereadores preso na operação Pistolagem Neve Branca

Na última Quarta-feira (16) os vereadores Reinaldo de Freitas e José Itamar Marcondes foram detidos em operação realizada pelo GAECO no município de Nova Ubiratã acusados por praticar tráfico de drogas no município.

 

O problema é que essas pessoas ocupam (pelo menos ocupavam) cargos públicos de suma importância no legislativo da cidade, e agora, se as acusações forem comprovadas, ficarão atrás das grades por certo tempo. Mas se de fato isso ocorrer: Eles terão os direitos políticos cassados? Será que os vereadores que estão na suplência vão assumir as lacunas deixadas por eles? Como o Ministério Público irá agir com relação a essa situação? A Câmara de Vereadores do município irá estabelecer uma CEI e ir a fundo à investigação de todos esses possíveis crimes que são gravíssimos? São perguntas, apenas perguntas.

 

Perguntas, aliás, que só serão respondidas se houver esforço das autoridades responsáveis pela garantia da justiça e do bem-estar da população, que é o que mais tem faltado no nosso País.

Hueliton Mendes/Rádio Tangara

Tem algo a dizer sobre essa matéria?