Você está lendo:
Empaer assina acordo com Incra para fortalecimento de pequenos produtores
0

Empaer assina acordo com Incra para fortalecimento de pequenos produtores

by newsmtfevereiro 23, 2015

Um acordo de cooperação técnica entre a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer-MT) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) foi assinado neste sábado (21.02) no assentamento rural Dom Ozório Stofel, no município de Campo Verde, para prestar serviços de assistência técnica e extensão rural nos projetos de assentamentos do programa nacional de reforma agrária. A reunião contou com a presença do governador Pedro Taques, em seu primeiro compromisso oficial fora da região metropolitana de Cuiabá desde que assumiu o cargo.

Taques destacou a importância da visita a um assentamento rural e lembrou as necessidades primordiais destas comunidades, sendo a primeira delas a regularização fundiária, seguida pela pesquisa, os créditos e os centros de comercialização. “Nós temos compromisso com as mais de 150 mil famílias que vivem nos 716 assentamentos no estado de Mato Grosso. Temos que ouvir as pessoas, as demandas e buscar de alguma forma resolver os problemas que desassossegam aqueles que mais precisam. Nenhum país do mundo vive sem uma agricultura familiar forte, os alimentos da nossa mesa vem destes pequenos produtores”.

O presidente da Empaer, Layr Mota Silva, explica que a instituição assume o compromisso de dar assistência aos pequenos agricultores, se tornando uma mola impulsora para o desenvolvimento da região. “O governador nos pediu que apoiássemos a agricultura familiar e o pequeno produtor e este apoio vai ser uma marca deste governo Taques. Nós faremos um termo de cooperação técnica em todas as cidades, em parceria com prefeituras, assentamentos e associações”.

O acordo firmado com o Incra irá fortalecer a agricultura familiar no estado, por meio de liberação de créditos em parceria com instituições financeiras, assistência técnica e execução de projetos. O Superintendente Regional do Incra em Mato Grosso, Salvador Soltério de Almeida, celebra a parceria com a Empaer. “Para nós é um motivo de alegria estar aqui junto com o governo do Estado para podermos celebrar este termo de cooperação que visa acelerar a liberação de credito e melhorar a vida dos assentados”.

Local escolhido para a assinatura do primeiro termo técnico, o assentamento Dom Ozório atende 540 famílias que vivem em lotes de 11 a 16 hectares em uma área total de aproximadamente 10 mil hectares. Durante o encontro, o governador assinou um termo de compromisso com professores da escola estadual Boa Esperança, que atende 400 alunos no assentamento, com pedidos de melhorias no transporte e nas estruturas da escola, com a construção emergencial de um poço artesiano.

A comunidade rural busca o apoio do governo para o aumento da produção de frango, hortifrúti, leite e suínos. O presidente da associação Vale do Sol, Natal Fausto Scaramussa, destaca que em sete anos que o assentamento está formado nunca houve liberação de crédito e que a diversificação na produção é essencial, pois a soja e o milho produzido no assentamento hoje tem pouco impacto na economia local. “Muita gente pegou a terra mas não tem condições de desenvolver uma cultura. Com o crédito acredito que poderemos desenvolver mais atividades dentro do assentamento. Milho e soja não é cultura para o pequeno produtor, não faz parte da agricultura familiar”.

Natal cita que, além dos recursos financeiros, a dificuldade de comercialização também é um empecilho para os pequenos produtores. “Um dos nossos grandes problemas é o transporte, a logística e o comércio para grandes centros como Cuiabá, Rondonópolis e Primavera”. Ele acredita que a presença do governador ajudará na liberação de recursos. “As autoridades do estado influenciam muito na liberação destes créditos. Acredito que a vinda do governador será fundamental para tomar conhecimento das condições do assentamento”.

Uma das principais demandas da comunidade é um abatedouro de frango, que, segundo o presidente da cooperativa rural Cooperosorio, José Rodrigues da Silva, servirá para a venda no mercado consumidor e abastecimento na merenda escolar de escolas municipais e estaduais. Ele explica que os produtores do assentamento contam com uma grande produção de frango e com uma cooperativa organizada, mas que não podem abater ou vender porque sem o abatedouro a atividade é considerada clandestina.

Luiz Antônio Zanolin, presidente da Associação Amprades, uma das cinco localizadas em Dom Ozório, reforça o pedido do abatedouro e acha que esta será uma das soluções, junto com a vinda de tratores, para que muitas famílias deixem de ir para cidade trabalhar e possam sobreviver em sua própria terra. “Nós queremos trabalhar aqui, temos nossa terra, nossa casa, com energia, água. Estou confiante que com a vinda do governador tudo vai mudar”.

O secretário de Agricultura Familiar e Regulação Fundiária do Estado de Mato Grosso, Suelme Fernandes, explicou que um planejamento produtivo, para ser completo, precisa da logística para escoar a produção, crédito para financiamento, terra regularizada e comercialização dos produtos. “Estes são eixos fundamentais que o governador colocou como pré-requisito para que a agricultura familiar funcione. Também são necessárias parcerias estratégicas com instituições financeiras, sindicatos de produtores rurais e instituições que apoiam a agricultura familiar”

Em resposta aos produtores, Suelme Fernandes declarou ter certeza que o governador assim que receber o projeto executivo da comunidade vai dar sinal positivo no sentido de resolver a maior parte possível das reinvindicações. ”Nós vamos entrar uma outra janela de oportunidade, uma outra fronteira de desenvolvimento que vai nos levar ao ranking dos grandes produtores de agricultura familiar”. Além do acordo firmado com o Incra, a Empaer também assinou com a prefeitura de Campo Verde um Termo para Execução de pesquisas agropecuárias e prestação de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural. O prefeito do município, Fábio Schroeter, declarou que a visita do governador é motivo de alegria, principalmente em um assentamento rural. “A gente percebe que há uma visão diferente do governante de fazer realmente o que deve ser feito. Somos parceiros do governo do estado para resolver os problemas”.

Também participaram do evento, em companhia ao governador Pedro Taques , o vice-governador, Carlos Fávaro e de representantes do Incra e da Empaer, secretários de Estado, deputados federais e estaduais e autoridades do município de Campo Verde.

 

Fonte: Redação com Assessoria

 

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?