Você está lendo:
ENEM: Alunos passarão por detectores de metais

ENEM: Alunos passarão por detectores de metais

Os alunos que farão o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, nos dias 5 e 12 de novembro, terão que passar por um sistema de detector de metal. Neste ano, estarão disponíveis 67 mil equipamentos eletrônicos, que serão usados na porta dos banheiros e em outros locais considerados necessários. É o que explica a diretora de Gestão e Planejamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Eunice Santos.

“Neste ano vai ser usado em todas as portas dos banheiros. Então, o participante, ao entrar e sair dos banheiros, em todos os locais de aplicação, passam por vistoria, mas são usados também em outros locais. Por exemplo, a mãe lactante, toda vez que ela sai para amamentar, ela passa por um detector de metal, ou alguma eventualidade, algum participante que, por algum motivo precisa passar por uma vistoria excepcional, então ele é usado também na sala de coordenação ou mesmo no corredor da instituição onde está sendo aplicado a prova.”

Outras estratégias de segurança também vão ser utilizadas nas provas, como por exemplo, o uso de detectores de ponto eletrônico em todas as unidades da federação. Segundo a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, se o candidato for pego com qualquer objeto que não está previsto no edital, ele será encaminhado para a sala de coordenação e, dependendo do caso, pode até parar na delegacia.

“É feito um registro no relatório do local de aplicação, conforme o caso, é acionado um agente da Polícia Federal no próprio local ou mesmo um agente da Polícia Civil ou Militar. Muitas vezes a pessoa sai dali para uma delegacia para fazer um boletim de ocorrência policial. Vai depender especificamente da situação e do caso que a coordenação do local enfrentar no momento.”

O professor de Sociologia da Universidade de Brasília, Lúcio de Brito Castelo Branco, destaca que utilizar o detector de metal é uma medida importante, porém não detecta, por exemplo, armas químicas.

“Como a medida é exclusivamente aplicável a metais, automaticamente exclui-se armas químicas, armas com um poder de destruição biológica. Isto fica ao talante dos sociopatas. Ele é absolutamente saudável, inteligente e pode fazer o que bem entende, porque não tem nenhuma solidariedade com os valores da sociedade.”

O número de participantes do Enem neste ano, 6,7 milhões, é 22% menor que o do ano passado, que foi de 8,6 milhões de candidatos.