Você está lendo:
Estado e Governo Federal unem forças para incentivar o Pró Café Mato Grosso

Estado e Governo Federal unem forças para incentivar o Pró Café Mato Grosso

Programa terá incremento de R$ 6 milhões pelo Mapa para incentivar pequenos produtores do norte e noroeste

 

Lançado em 2015 em Aripuanã pelo governador Pedro Taques, o Pró Café, Programa de Revitalização da Cafeicultura no Estado de Mato Grosso, tem sido importante para o desenvolvimento econômico e produtivo dos municípios da região norte e noroeste.

O Programa, idealizado pela Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf-MT), tem a parceria da Embrapa Rondônia, Prefeituras Municipais, Empaer, e oferece um kit tecnológico que compreende as mudas clonais, calcário, fertilizantes, assistência técnica ao cafeicultor e capacitações dos técnicos multiplicadores da cafeicultura.

Em dois anos, foram mais de R$ 1,5 milhão de investimentos nesta cadeia, que resume na distribuição de mais de 1.000 mudas de café clonal, distribuídos nas 500 Unidades de Referência Tecnológica, que são as propriedades de pequenos produtores selecionados pela Empaer em 10 munícipios: Cotriguaçu, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde, Rondolândia, Juína, Colniza, Aripuanã, Carlinda, Alta Floresta e Tangará da Serra.

O Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), reconhecendo o Pró Café como mecanismo de desenvolvimento socioprodutivo e geração de emprego e renda nesses municípios longínquos apoiados pelo programa, irá incrementar as ações da cafeicultura com investimentos no valor de R$ 6 milhões. O anúncio foi feito pelo ministro Blairo Maggi, que esteve em reunião com o secretário da Seaf, Suelme Fernandes.

“Há cerca de um mês estive no estado vizinho, Rondônia, em Alta Floresta do Oeste, para participar de uma audiência pública sobre o café. Também, visitei uma lavoura de café Robusta (clonal) de 4 hectares, que produz 190 sacas/ha. Desde que estive lá, decidi replicar o modelo em outros estados. E, como Mato Grosso tem solo e clima semelhantes, tenho certeza que teremos ótimos resultados”, disse Maggi.

Repasses de recursos para prefeituras, revitalização de viveiros públicos, capacitações, treinamentos, entrega de veículos, insumos, equipamentos e disponibilização de insumos são algumas frentes de trabalho do Programa Pró Café Mato Grosso.

Segundo o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Suelme Fernandes, o Pró Café é um dos principais programas da pasta, sendo um “case de sucesso”. “Ficamos honrados com o reconhecimento e o apoio do Mapa, que percebeu a seriedade e responsabilidade do Programa e irá incentivar a cafeicultura que se faz tão importante na região noroeste e norte”.