Você está lendo:
Ex-deputado divide cela sem ar ou TV com acusado de estupro
0

Ex-deputado divide cela sem ar ou TV com acusado de estupro

by newsmtfevereiro 23, 2015

José Riva está em triagem do Centro de Custódia de Cuiabá, antigo Carumbé

O ex-deputado estadual José Riva (PSD), preso por participação em um suposto esquema de desvio de dinheiro público na Assembleia Legislativa (AL), divide cela com um professor, acusado de estupro, no Centro de Custódia de Cuiabá, anexo ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

O professor de 64 anos, foi preso em 2012, acusado de abusar de pelo menos oito alunos.

De acordo com informações da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Riva não está recebendo tratamento diferenciado e segue as regras da unidade prisional.

Ele tem feito três refeições diariamente e dorme em uma cela, sem ar condicionado ou televisão.

Até esta segunda-feira (23), o ex-deputado recebeu somente a visita de um de seus advogados, pois ele está em um período de triagem – tempo necessário para que o detido entre no sistema penitenciário.

Após esse período, o ex-deputado poderá receber visitas de parentes, liberadas às quartas-feiras e domingos, conforme regras do Centro de Custódia.

Na tarde de domingo (22), o ex-genro de Riva, o ex-vereador João Emanuel esteve no Centro de Custódia, mas foi impedido de entrar.

A prisão

Riva foi preso em sua residência, em Cuiabá, por volta das 14 horas do último sábado (21), pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado durante a ‘Operação Imperador’.

Dez homens e quatro viaturas participaram da ação, no bairro Santa Rosa.

O pedido de prisão foi feito pelo Ministério Público Estadual (MPE), com base em uma ação proposta em dezembro passado, que investiga um suposto esquema de desvio de dinheiro público por meio de empresas fornecedoras de materiais da Assembleia Legislativa, como papelaria.

Riva teria desviado cerca de R$ 62 milhões da Casa de Leis, no período em que era presidente da instituição.

Ele ocupou cadeira de deputado estadual por mais de 20 anos e alternou as funções de presidente e de primeiro-secretário.

A juíza Selma Arruda, da Vara Especializada de Combate ao Crime Organizado, foi quem decretou a prisão preventiva.

A reportagem do MidiaNews entrou em contato com o advogado de defesa de Riva, Vaber Melo, mas ele não atendeu e retornou as ligações.

Fonte:Do Mídia News
About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?