Você está lendo:
Ex-prefeito chiquinho emite nota de esclarecimento e repudia a tentativa de Valdenir se passar por vitima
0

Ex-prefeito chiquinho emite nota de esclarecimento e repudia a tentativa de Valdenir se passar por vitima

by newsmtjulho 6, 2015

“Diante das constantes acusações feitas” pelo Prefeito cassado Valdenir Jose dos Santos por meio de sua assessoria, o ex-prefeito Chiquinho emitiu uma nota de esclarecimentos repudiando a tentativa de vitimização e as acusações consideradas levianas vindas por Valdenir.

Chiquinho diz em sua nota que há uma clara tentativa de se imputar a oposição a cassação do prefeito, quando na verdade os verdadeiros responsáveis são os que cometeram crime eleitoral.

 Segue a nota de esclarecimento.

 Como diz o ditado, “uma mentira quando dita várias vezes, acaba passando por verdade”.

 Desde o fim do meu mandato, tenho procurado ficar o mais afastado possível da vida politica de Nova Ubiratã, isso para não interferir na atual administração, inclusive esse foi um dos motivos que aceitei o convite para assumir um cargo no INCRA em Cuiabá.

 Mesmo assim, TENHO SIDO JUNTO COM MINHA FAMÍLIA, o alvo principal da perseguição política promovida pelo Prefeito (agora cassado) e o grupo no poder em Nova Ubiratã em todas as situações.

Em nenhum momento pedimos ou interferimos junto aos vereadores para que promovessem retaliações ou que fizessem a politica do “quanto pior melhor”.

Em Cuiabá sempre que pude, busquei apoiar o Município e no Incra sempre atendi tanto o prefeito, como os vereadores da situação. Tenho buscado ficar calado diante dos ataques pessoais a mim e minha família direcionados, pois acredito na verdade e que ela vira no tempo certo.

Porem como disse no início, a mentira quando contada várias vezes, pode acabar virando verdade.

Quero aqui responder algumas acusações levianas  e mentirosas vindas através do Sr. Valdenir Jose dos Santos e de sua Assessoria de Imprensa.

Informo a quem interessar que a Cassação do Prefeito de Nova Ubiratã, se deu através de um pedido de investigação de crime eleitoral feito pela Coligação “ Nova Ubiratã é Mais” logo após a eleição de 2012, não sendo portanto um pedido recente, e muito menos feito pelo meu partido ou por minha pessoa.

Que o Juízo Eleitoral da 43º Zona Eleitoral não acatou o pedido da coligação, assim como não acatou o pedido de investigação feito pelo Candidato Valdenir Jose dos Santos contra o candidato Marco Felipe, também feita durante a campanha.

Que a Coligação Nova Ubiratã é Mais, se sentindo prejudicada, recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral.

O TRE-MT por unanimidade entendeu que na eleição de Nova Ubiratã houve abuso de mídia e de poder econômico que claramente interferiu no resultado da eleição, votando POR UNANIMIDADE pela cassação do diploma do Prefeito.

 O SR. Valdenir José dos Santos, usando do seu direito, recorreu através de uma medida cautelar ao Tribunal Superior Eleitoral em Brasília (observe que quem recorreu em Brasília foi o prefeito cassado e não a oposição).

 Liminarmente o Prefeito obteve a decisão de permanecer no cargo até que o TSE analisasse o processo, o que ocorreu agora em 2015, onde foi indeferida a Ação Cautelar, voltando a prevalecer a decisão do TRE-MT, ou seja, a cassação do Diploma do Prefeito Valdenir dos Santos, que se encontra, portanto até esta data CASSADO.

 A Coligação “Nova Ubiratã é Mais” solicitou junto ao Juízo da 43º Zona Eleitoral o cumprimento da sentença.

Um dia após o pedido, o Ministério Publico Eleitoral também solicitou o cumprimento da sentença, o que pode ser comprovado no link http://www.tre-mt.jus.br/@@processrequest, ou seja, se a oposição não fizesse, o MP faria o pedido, assim como o fez.

Quero, portanto aqui refutar qualquer tentativa de se jogar nas costas da oposição a situação política criada no Município, porque se existem culpados, são os que cometeram CRIME ELEITORAL, que através de um jornalista que já havia sido preso em flagrante por extorsão, desrespeitaram a legislação eleitoral achando que tudo podiam, desrespeitando os adversários o poder judiciário eleitoral, e ainda se passando por vítimas nesse processo.

 Se existem culpados, são os que se aventuram de forma irresponsável e em nenhum momento se preocuparam com o município e sua população, que além do abuso da mídia e do poder econômico, prometeram o que não poderiam cumprir, para a qualquer custo vencer a eleição, se passando por pessoas de família.

Esse mesmo jornal que causou a cassação do Prefeito Valdenir, há poucos dias novamente publicou mais uma matéria mentirosa em sua capa com a clara intenção de atingir minha pessoa, com certeza patrocinada por alguém da administração municipal de Nova Ubiratã, pois claramente esse suposto jornalista não faz nada de graça.

E agora vem o prefeito (cassado) novamente se passando por vitima dizendo estar sendo perseguido. Até quando essas pessoas acham que a mentira vai prevalecer.

Venho desde que encerrei o meu mandato de prefeito em dezembro de 2012, respondendo junto ao Ministério Público diversas denúncias levianas e mentirosas feitas pelo Sr. Valdenir Jose dos Santos e sua assessoria jurídica, numa clara intenção de me inviabilizar politicamente em uma possível futura candidatura.

Mesmo diante dessas injustiças, tenho me mantido até o momento calado em relação a isso.

Reitero, portanto que o objetivo do Grupo Politico do Valdenir, é inviabilizar uma possível candidatura futura minha, e não conseguindo através das denúncias via Ministério Público, tentam agora imputar a mim a responsabilidade pela sua cassação, como se eu tivesse poder para interferir junto ao judiciário.

Agora, mais uma vez, assim como fez na eleição, o Prefeito ora cassado, vem tentando se passar por vitima, acusando de forma leviana a oposição e a Justiça Eleitoral de serem os culpados, ou seja, a culpa novamente não é dele.

 Informo que em relação às denúncias favorecimento e interferência politica na decisão da Justiça Eleitoral feitas pelo Prefeito cassado e sua assessoria, serão tomadas providências juntos as instâncias competentes, pois já extrapolaram em muito  o limite do  razoável bom senso.

  Finalizando, quanto a comparação das administrações atual e anterior, as placas de obras inauguradas nos municípios desde a sua emancipação por si só, respondem a tentativa de comparação.

Nova Ubiratã MT, em 02 de julho de 2015.

 Osmar Rossetto ( Chiquinho ) – Ex-Prefeito de Nova Ubiratã/MT

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?