Você está lendo:
Ex-presidente Lula começa a semana em paz com o Brasil
0

Ex-presidente Lula começa a semana em paz com o Brasil

by newsmtabril 11, 2016

O ex-presidnete Lula é uma festa. Só tem notícias boas neste início de semana: ele está bem junto ao eleitorado, a oposição tucana vai mal das pernas e o juitz Moro também perde credibilidade. (Foto: Ricardo Stuckert / Instituto Lula)

As notícias neste início de semana para o ex-presidente Lula são ótimas: primeiro, saiu uma pesquisa nacional, divulgada pelo jornal “Folha de S. Paulo”, que mostra que ele ainda conserva o apelo popular, e se houver uma eleição hoje no Brasil, é um dos francos favoritos, se não for o maior favorito. Segundo, o principal adversário do PT, o PSDB, amarga más notícias. A população está rejeitando a forma como o partido lida com o impeachment, e seus líderes patinam ou andam para trás em todos os cenários postos à disposição dos eleitores. O que mais pesa contra os tucanos são as gestões corruptas e violentas feitas por governadores do partido, principalmente Beto Richa, no Paraná, o mais impopular do País, com mais de 80 por cento de rejeição, e Geraldo Alckmin, em São Paulo, que não soube explicar como sua gestão conseguiu roubar tanta merenda escolar das crianças sem punir um único responsável (ou irresponsável, criminoso, nesse caso).

Ex-presidente Lula nada de braçada

As boas notícias para o PT e o ex-presidente Lula vêm de vários lugares. Até mesmo de onde menos se espera, como no caso da revista “Veja”, classificada pelos aliados do governo como o veículo de comunicação mais golpista que existe. A revista da família Civita trouxe, na coluna “Radar”, uma informação que, com certeza, jogou um balde de água fria no vaidoso chefe da lava-jato, o juiz Sérgio Fernando Moro. De acordo com a coluna, o índice de popularidade do juiz despencou depois que ele agiu de maneira ditatorial, autorizando a condução coercitiva do ex-presidente Lula para depor num aeroporto, e, pior ainda, grampeando seus telefones e vazando as conversas para a Rede Globo. A população também viu fraqueza no juiz Moro, quando ele pediu desculpas ao STF, por extrapolar nas suas funções. E, enxergou soberba, quando Moro proibiu os jornalistas de gravar e até mesmo fazer anotações numa palestra que ele dava (ou cobrava, sabe-se lá) em São Paulo. Com isso, o juiz foi se revelando mais dos mesmos. Daí, a sua queda gigante nos índices de popularidade em poucos dias.

Já para Lula, as novidades (boas) não param de chegar. A sua última entrevista coletiva para os jornalistas estrangeiros, no final de março, continua rendendo nas redes sociais, superando até mesmo as informações da Globo sobre novelas e programas populares. Na entrevista, Lula falou sobre sua conversa telefônica vazada com a presidenta Dilma Rousseff e sobre o juiz federal Sérgio Moro. Em resposta ao repórter do jornal New York Times, o ex-presidente se disse “um homem de muita paciência, e que não está longe o dia em que vão ter que lhe pedir desculpas”.

Confira trechos da entrevista:

Com NP (Noticias do Paraná)

About The Author
newsmt