Você está lendo:
Fagundes nega ameaça e afirma que PR não fez acordo
0

Fagundes nega ameaça e afirma que PR não fez acordo

by newsmtoutubro 24, 2014

Senador eleito diz que partido não fechou apoio à candidatura do deputado Mauro Savi

O senador eleito Wellington Fagundes (PR) minimizou as críticas feitas pelo deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR), na quarta-feira (22), durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa.

De acordo com o deputado republicano, Fagundes, presidente do PR em Mato Grosso, teria afirmado que parlamentares que não votarem em Mauro Savi (PR) para a presidência da Mesa Diretora, no próximo ano, poderiam ser expulsos da legenda.

Pinheiro tem afirmado que apoia uma chapa única, entre oposição e situação, enquanto Savi defende a união do grupo oposicionista.

“Tudo têm suas versões e fatos. Eu sou a favor da posição partidária. O que decidir a maioria do PR internamente, nós seguiremos”

“Tudo têm suas versões e fatos. Eu sou a favor da posição partidária. O que decidir a maioria do PR internamente, nós seguiremos. Porém, até agora, não houve reuniões e não decidimos nada. Assim sendo, esta é uma posição isolada e um direito na democracia. Não tem motivo para racha”, disse Fagundes.

“Se ele está falando, é em nome dele e isso é um direito assegurado. Se estiver falando em nome de três, quatro, cinco, continuará sendo direito dele. Uma posição é certa: o partido, que é o maior dentro da Assembleia, no tempo certo, fará uma reunião para tratar do assunto”, completou.

Ainda, segundo Fagundes, não há nada definido sobre expulsão de “infiéis”, e ela só acontecerá caso o PR defina isso de maneira unificada.

“Se nos reunirmos e fizermos um fechamento, esse fechamento tem que ser cumprido. E há regimento interno do PR, e ele tem que ser cumprido. Agora, volto a afirmar: não houve reunião. Por enquanto, é uma simples opinião e é um direito de qualquer filiado, e ainda mais quem tem mandato”, afirmou.

Conforme o senador eleito, uma reunião com os deputados estaduais deve ocorrer apenas após a eleição de segundo turno para presidente da República,, que acontece no próximo domingo (26).

ISA SOUSA/MIDIA NEWS

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?