Você está lendo:
'Foi uma catástrofe', diz Dilma em visita a cidade atingida por tornado
0

'Foi uma catástrofe', diz Dilma em visita a cidade atingida por tornado

by newsmtabril 27, 2015

“Foi uma catástrofe, a gente precisa valorizar a vida. Agora é trabalhar para reconstruir a cidade”, disse a presidente Dilma Rousseff em visita a Xanxerê nesta segunda-feira (27).

Depois do sobrevoo de helicóptero pela cidades de Xanxerê e Ponte Serrada, no Oeste catarinense, atingidas por tornados na última segunda (20), a presidente visitou às 9h45 um ginásio de esportes em Xanxerê destruído pelo tornado.

Cerca de 10 moradores acompanharam a presidente na caminhada, que durou meia hora, ao redor dos escombros Ginásio Ivo Sguissardi.

No momento do tornado, o professor de educação física Valdir Marical conseguiu salvar mais de 30 crianças, pedindo para que todas corressem para baixo da arquibancada enquanto o teto desabava.

“A figura comovente do Marical é a representação comovente como o ser humano mostra as melhores qualidades”, afirmou Dilma, que conversou com o professor e alguns alunos.

A presidente segue para a prefeitura de Xanxerê. No local está marcada uma reunião com o prefeito e autoridades, para falar sobre a liberação de recursos para as famílias atingidas

Chegada a SC

Ela aterrisou no Aeroporto de Chapecó, no Oeste catarinense, às 9h. Assim que desceu do avião, ela foi com sua comitiva, que também conta com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, para o helicóptero, que levantou voou por volta das 9h10.  A presidente foi recebida em solo catarinense pelo governador do estado Raimundo Colombo e políticos locais.

Desde o sábado (25), equipes da presidência estão em Chapecó e Xanxerê para planejar esquemas de segurança durante a visita. A operação envolveu a Marinha, o Exército, a Polícia Civil e Militar e também a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os envolvidos fizeram trajetos aéreos e por terra

Prejuízo

A Defesa Civil de Santa Catarina  atualizou no domingo (26) os dados sobre prejuízos nas cidades. Mais de R$ 100 milhões de danos foram orçados para Xanxerê e R$ 9 milhões em Ponte Serrada.

Em Xanxerê, 4.275 pessoas ficaram desalojadas e 539, desabrigadas após os fortes ventos. Houve duas mortes e 97 feridos, segundo a Defesa Civil. Foram 2.178 casas atingidas, sendo 1.583 com danos apenas nos telhados, 360 parcialmente danificadas e 235 totalmente destruídas. Em relação às empresas, 38 tiveram prejuízos.

Ponte Serrada não registrou mortes. Houve 27 feridos, 1.050 desalojados e 77 desabrigados. Foram 180 casas com danos nos telhados, 148 parcialmente danificadas e 24 totalmente destruídas. Outras 31 empresas e uma edificação pública foram afetadas.

Conforme os relatórios, em Xanxerê, os prejuízos econômicos referentes a casas alcançam R$ 49. 597.184,00. Nas empresas, os danos superam R$ 45,3 milhões. As edificações públicas tiveram danos financeiros de R$ 9,7 milhões.Para Ponte Serrada, o prejuízo foi de pouco mais de 8,1 milhões em casas e empresas e R$ 885 mil para edificações públicas.

Fonte: G1
About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?