Você está lendo:
Fred perde duelo, Sobis fica na bronca, e torcida ironiza
1

Fred perde duelo, Sobis fica na bronca, e torcida ironiza

by newsmtnovembro 21, 2014

Tricolores no Maracanã presenciam milagres do goleiro Danilo, defesa batendo cabeça, discussão e polêmica em goleada sofrida por 4 a 1 para Chapecoense

Os quase 30 mil torcedores do Fluminense que foram ao Maracanã chegaram otimistas em colar no G-4 e saíram decepcionados ao ver o sonho da Libertadores mais distante. Mais do que isso, a revolta foi tamanha a ponto de virar ironia. A inesperada goleada sofrida por 4 a 1 para a Chapecoense teve um protesto diferente do público, com direito a vaias para seu gol, em jogo que nada deu certo para os comandados de Cristóvão Borges. A defesa bateu cabeça, Fredperdeu o duelo particular com o goleiro Danilo, e Rafael Sobis ficou na bronca por causa de um gol anulado, um pedido de pênalti não marcado e pela sua substituição. Ainda teve tempo para uma discussão no fim, entre Marlon e Leandro, em noite para todo tricolor esquecer.

IRONIA DA TORCIDA

A torcida do Fluminense foi participativa no Maracanã. Cantou no primeiro tempo para empurrar o time, pegou no pé de Chiquinho, pediu a entrada de Carlinhos… E também ficou em silêncio. Foi na metade da etapa final, num momento que precedeu a ironia. Quando o placar já estava 4 a 0 para a Chapecoense, Rafael Lima fez gol contra, e a reação na arquibancada foi a vaia. Logo depois, nos acréscimos, gritos de “olé” para troca de passes do adversário, o que revoltou Fred.

SOBIS NA BRONCA

Sem marcar há 24 jogos – seu último gol foi na vitória por 5 a 2 sobre o São Paulo, em maio -, Rafael Sobis esteve perto de encerrar seu jejum contra a Chapecoense. Mas ficou na bronca: com o gol anulado após impedimento de Cícero; com a arbitragem ao pedir um pênalti não assinalado em dividida com Danilo; e com o técnico Cristóvão Borges ao ser substituído por Kenedy aos 27 do segundo tempo. Tanto que sequer voltou para o banco de reservas e assistiu aos minutos finais com cara de poucos amigos, atrás de uma placa de publicidade ao fundo da meta defendida por Cavalieri.

FRED X DANILO

O jogo teve um duelo particular entre Fred e Danilo. E quem saiu vencedor desse confronto foi o goleiro da Chapecoense. Em duas finalizações do centroavante, o camisa 1 fez milagres e salvou o time catarinense quando o placar ainda estava longe de ser elástico. No primeiro tempo, buscou com a mão direita o chute cruzado, e na etapa final voou com a esquerda para impedir que a cabeçada terminasse na rede.

FALHAS DEFENSIVAS

A defesa tricolor bateu cabeça e teve contribuição no placar elástico. Principalmente pelo primeiro gol, que desencadeou um apagão no time. Numa bola simples de ser afastada na área, Guilherme Mattis e Edson se desentenderam. O zagueiro chutou em cima do volante, e a bola sobrou à feição para Bruno Silva fazer 1 a 0. Antes disso, no primeiro tempo, Camilo também poderia ter aberto o marcador após um erro de Jean.

NERVOS À FLOR DA PELE

O Fluminense caiu na pilha. Após de levar o primeiro gol, sofreu um apagão. E depois ficou com or nervos à flor da pele. Quando já estava perdendo por três, Marlon se desentendeu com o atacante Leandro, e os dois chegaram a discutir asperamente em campo. O árbitro precisou intervir, afastar os dois e acalmar os ânimos.

Por GloboEsporte.com

About The Author
newsmt
1 Comentários
  • fevereiro 18, 2021 at 2:40 am
    Crie um titulo para seu comentário Positivo

    Aqui é a Olivia Dias, gostei muito do seu artigo tem muito
    conteúdo de valor parabéns.

    Crie um titulo para seu comentário Negativo

    Aqui é a Olivia Dias, gostei muito do seu artigo tem muito
    conteúdo de valor parabéns.

    Aqui é a Olivia Dias, gostei muito do seu artigo tem muito
    conteúdo de valor parabéns.

Tem algo a dizer sobre essa matéria?