Você está lendo:
Goleiro Bruno entra na Justiça com pedido de anulação de reconhecimento de paternidade do filho de Eliza
0

Goleiro Bruno entra na Justiça com pedido de anulação de reconhecimento de paternidade do filho de Eliza

by newsmtagosto 13, 2014

Pedido foi protocolado na Justiça do Rio de Janeiro pela defesa do goleiro

A defesa do goleiro Bruno Fernandes, condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte de Eliza Samudio, protocolou na Justiça do Rio de Janeiro, na segunda-feira (11), pedido de anulação do reconhecimento de paternidade de Bruno, de quatro anos. O menino, que hoje vive sob os cuidados da avó materna em Mato Grosso, é filho de Eliza.

Segundo o advogado Francisco Simin, o goleiro disse em interrogatório na Justiça que o filho seria dele, mas nunca fez teste de DNA para comprovar a paternidade. Sobre a declaração em juízo, o defensor argumenta que Bruno “não pode produzir prova contra si”.

— Ela [Eliza Samudio] sempre saiu fora quando Bruno pedia para fazer o exame. Há a possibilidade de ele não ser o pai. Queremos apurar a verdade.

Segundo afirmou o advogado ao R7 nesta terça-feira (12), além de anular o reconhecimento de paternidade, o objetivo do recurso é fazer o exame de DNA.

— Não estou podendo comentar muito porque o tribunal decretou sigilo de justiça, mas a finalidade é essa, é anular [o reconhecimento de paternidade] e realizar o exame de DNA. Quando a paternidade foi decretada, foi por presunção da juíza, então agora ele quer rever.

No entendimento do defensor, a Justiça do Rio “presumiu”, a partir da declaração de Bruno, e “determinou” a paternidade. Atualmente, Bruno não paga pensão à criança — por estar preso, ele não possui rendimentos, explica o advogado.

Eliza Samudio desapareceu em junho de 2010 após ser levada por amigos de Bruno a um sítio do ex-goleiro em Minas Gerais, segundo investigações da polícia.

Fonte: R7

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?