Você está lendo:
Governadores buscam alternativas para amenizar crise; foco é logística
0

Governadores buscam alternativas para amenizar crise; foco é logística

by newsmtagosto 7, 2015

Com a adesão de Rondônia ao Fórum dos Governadores do Brasil Central, o movimento ganha ainda mais força e estuda a criação de um consórcio interestadual, além da Agência de Desenvolvimento Brasil Central. Ambos devem ter foco de investimento em logística.

As questões legais destes mecanismos são discutidas durante o encontro que ocorre nesta sexta (7) em Cuiabá.

Para isso, além dos governadores, os secretários de Planejamento e os presidentes das Assembleias dos Estados também participam do evento. A ideia é garantir que as leis necessárias para a criação da agência sejam aprovadas.

Com a crise agravada no país, os Estados produtores buscam alternativas de se sobressair sem depender tanto de recursos da União.

Quanto a ausência de recursos do governo Federal, devido à crise, para financiar a agência, o governador Pedro Taques (PDT) adiantou que a ideia é que o órgão se sustente por meio dos próprios Estados, através de fundos de compensação, para garantir verba para realizar Parcerias Público-Privada (PPP).

Sobre a estrutura da agência, Taques explica que não serão criados cargos, pois haverá um aproveitamento de servidores dos próprios Estados para atender o órgão. Porém, o modelo de funcionamento, cargos, metas e prioridades deverão ser debatidas na próxima reunião do fórum, marcada para 11 de setembro em Tocantins.

Uma das prioridades será a questão da logística, uma vez que a economia dos Estados participantes do fórum é semelhante, voltadas à produção agropecuária, e precisam garantir o escoamento.

Consórcio

Já sobre o consórcio, o assunto foi debatido desde ontem com a equipe de planejamento dos Estados, e ele terá seis áreas de atuação para acelerar o desenvolvimento da região, contemplando a agropecuária, logística, industrialização, educação, empreendedorismo e inovação. O documento será analisado e referendado pelos governadores do bloco na reunião desta manhã.

O Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Centro Oeste também deverá ser oficializado somente na próxima reunião. Nestes dois dias, o grupo discutiu a proposta de minuta do protocolo de intenções e definiu questões relacionadas à natureza jurídica, finalidades da entidade, organização, formação e atuação do conselho de administração.

O evento contou ainda com a participação do ministro-chefe de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, que colocou o movimento como algo essencial para o país e garantiu que o governo Federal deverá dar mais atenção a estes estados do Brasil Central, responsáveis pelo superávit do país.

O Fórum dos Governadores do Brasil Central é composto, além do governador de Mato Grosso, Pedro Taques, dos governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB), e do ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Roberto Mangabeira Unger (PMDB).

Fonte: Alline Marques RD News

About The Author
newsmt