Você está lendo:
Governo vai aumentar venda de milho dos estoques públicos para pequenos produtores

Governo vai aumentar venda de milho dos estoques públicos para pequenos produtores

O governo anunciou nesta quarta-feira (15) que vai aumentar a venda de milho dos estoques públicos para pequenos produtores. Isso porque a Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab, vai disponibilizar mais de 250 mil toneladas de milho para pequenos criadores e agroindústrias de pequeno porte de todo o país. Desse total, cerca de 200 mil toneladas vão beneficiar criadores de aves, suínos, bovinos, caprinos e ovinos do Nordeste, afetados pela seca.
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, explica que os pequenos  produtores vão poder comprar a milho a um preço muito mais barato do que normalmente.
Blairo Maggi, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
“Nós estamos transferindo agora, de início, 140 mil toneladas de milho que estão nos estoques do Mato Grosso e que serão levados para o Nordeste. E isso é um volume em torno de dois milhões e 300 a dois milhões e meio de sacas de milho que hoje são comercializadas na região de 60 até 70 reais por saca de milho para o pequeno produtor, pequeno criador ou pequena agroindústria. Ao fazer esse movimento, a Conab venderá esse milho a preço de balcão, a 30 ou a 33 reais, dependendo de onde está a posição desse milho”.
A medida faz parte do Programa Vendas em Balcão e permite que os criadores e agroindústrias de pequeno porte tenham acesso aos estoques públicos pagando preços de mercado. O milho é principal produto comercializado no programa, já que é utilizado para a alimentação de aves, suínos, bovinos, codornas e búfalos. O presidente da república, Michel Temer, lembra que o objetivo da medida é diminuir a burocracia e ajudar esses pequenos produtores.
Michel Temer, presidente da República
“Nosso objetivo é chegar a quem mais precisa e sem muita burocracia., Aliás, viram pela palavra do presidente da Conab que bastará fazer o cadastro na Conab e em qualquer das unidades operacionais da Conab. Encontrarão, portanto, um caminho curto e simples para receber do governo o apoio de que mais necessitam. São atos concretos para impulsionar tudo aquilo que diz respeito ao Nordeste”.
Para participar do programa, os interessados precisam se registrar no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, que está disponível no portal da Conab na internet, no site: conab.gov.br. Depois, o produtor precisa se dirigir até uma unidade da Conab e levar uma cópia do RG e do CPF, além de comprovantes de endereço, de qualificação das atividades e de escala de produção e consumo. Os criadores de bovinos não devem se esquecer de levar o comprovante de vacinação contra a febre aftosa.