Você está lendo:
Grêmio se reúne com clubes e articula volta do mata-mata no Brasileirão

Grêmio se reúne com clubes e articula volta do mata-mata no Brasileirão

O novo presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., eleito como substituto de Fábio Koff no dia 10 dezembro, entrou em contato com diversos clubes desde que tomou posse. A intenção do mandatário é sondar a receptividade do fim dos pontos corridos e a volta do mata-mata no Brasileirão.

Romildo Bolzan Jr. foi o candidato apoiado por Koff, que foi presidente do extinto Clube dos 13. O presidente atual não nega o desejo de articular a mudança no sistema de disputa do campeonato nacional. O cartola demonstrou otimismo para acabar com o sistema de disputa atual.

“A resposta tem sido muito mais positiva do que negativa. O pessoal quer um negócio novo. O cenário atual é complicado demais. É briga apenas por vaguinha na Libertadores, na Sul-Americana, para não cair. Não tem nem de longe a mesma emoção do mata-mata”, disse o presidente gremista à ESPN.com.br.

“Eu tenho exposto a questão dos playoffs e venho tendo receptividade de alguns para resgatá-los. Dá muito mais emoção, audiência e equilíbrio técnico no campeonato. Hoje, um clube dispara, fica ali no seu pedacinho na ponta e acabou tudo. O mata-mata estimula o torcedor e gera mais receita. É uma situação em que temos de nos organizar como clubes e definir interesses em comum. Seriam duas revisões: uma técnica e outra emocional. O campeonato atual é chocho”, explica Romildo Bolzan Jr.

Menos de um mês atrás, um movimento comandado pelo presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues, também demonstrou o mesmo intuito. O representante dos clubes baianos apresentou a iniciativa junto a CBF e também a levou à TV Globo.

Fonte: Rádio Tangará

Tem algo a dizer sobre essa matéria?