Você está lendo:
GUERRA AO MOSQUITO: Governo anuncia R$ 20 milhões em ações contra o Aedes aegypti
0

GUERRA AO MOSQUITO: Governo anuncia R$ 20 milhões em ações contra o Aedes aegypti

by newsmtjaneiro 21, 2016

Taques ainda prometeu aumento de R$ 200 para agentes comunitários

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que irá investir R$ 20 milhões no combate e enfrentamento à dengue, chikungunya e zika vírus. O anúncio foi feito na tarde desta quarta (20), no Cenarium Rural.

Durante o evento, o tucano apresentou um plano emergencial a ser cumprido pelos 141 municípios do Estado, aos quais o dinheiro será repassado.

De acordo com ele, deste montante, R$ 13 milhões serão divididos aos municípios para aquisição de veículo automotor e equipamentos para atender a área de vigilância em saúde.

Já os outros R$ 7 milhões serão divididos entre os municípios de acordo com o valor per capita e poderá ser aplicado em ações de controle e combate ao Aedes aegypti, conforme a demanda e necessidade de cada um.

“Serão R$ 20 milhões do Estado para os municípios para esta guerra contra o mosquito, que está desassossegando não somente a sociedade mato-grossense, mas a sociedade brasileira. Os casos têm aumentado e precisamos fazer esse combate”, disse.

“Nós criamos um comitê para combater esse mosquito. Existe uma sala de saúde que vai fazer a estratégia, a organização de todas as ações. Nós estamos repassando para os municípios recursos para os veículos”, afirmou.

Ainda durante o evento, o governador anunciou uma bonificação de R$ 200 para os agentes comunitários de saúde (ACS) e para os agentes de combate às endemias (ACE), responsáveis pelas vigilâncias feitas no Estado. Ao todo, ambas as categorias somam mais de 5 mil agentes.

De acordo com Taques, o pagamento terá duração de quatro meses consecutivos. Os recursos serão transferidos do Fundo Estadual de Saúde aos fundos municipais, entre os meses de fevereiro e maio.

“Cada um vai receber a mais esses valores para que possam fazer a complementação dos seus salários, porque nós reconhecemos a importância desses profissionais. E precisamos discutir, também, a chamada estabilidade dos agentes”, disse.

Sala de situação

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Eduardo Bermudez, os recursos a serem disponibilizados buscam intensificar as ações de combate e controle do mosquito, bem como assegurar incentivos financeiros estaduais que os municípios viabilizem as atividades.

Segundo ele, a aplicação dos recursos e a situação do mosquito em cada município serão acompanhadas pela chamada “Sala de Situação”.

“Nós criamos uma sala onde poderemos, através de uma comunicação direta junto com municípios, saber como está a situação de cada município. Vamos monitorar as ações feitas com relação ao controle da dengue, da chikungunya e zika”, disse.

Dados de 2015

Segundo dados apresentados durante o evento, as notificações de dengue no ano 2015 somam 30.907.

O ano 2015 encerrou, segundo os dados, com 43 casos graves confirmados e investigados.

Foram notificados 206 casos de febre chikungunya. Até o momento, não há registro de novos casos suspeitos notificados no ano 2016.

Já quanto ao vírus zika, foram notificados 4.034 casos no ano de 2015.

Em 2016 já foram 349 casos notificados por 56 municípios, o que representa uma incidência de 11 casos para cada grupo de 100 mil habitantes.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, comparando com o mesmo período de 2015 ocorreu uma redução de 23,9%. Segundo Bermudez, houve um atraso na notificação por parte dos municípios, fazendo com que os números registrados sejam menores do que o esperado para o período.

Com Midia News

About The Author
newsmt