Você está lendo:
"IGUAL NUNCA VAI TER": Filho de Romário dispensa a 11 e rechaça comparação
0

"IGUAL NUNCA VAI TER": Filho de Romário dispensa a 11 e rechaça comparação

by newsmtjaneiro 15, 2015

Atacante Romarinho é apresentado oficialmente pelo Vasco em Pinheiral (RJ)

Filho de Romário, o atacante Romarinho, de 21 anos, foi apresentado oficialmente pelo Vasco na manhã desta quarta-feira, no Centro de Treinamento João Havelange, em Pinheiral (RJ). Sereno e sem declarações polêmicas, ele dispensou a camisa 11, consagrada pelo pai, e rechaçou qualquer tipo de comparação com o Baixinho.

“Esse peso não vai sair nunca de cima de mim. Posso jogar muito, fazer muitos gols, mas sempre vão me comparar com meu pai, que foi um dos maiores do mundo. Porém, eu vou procurar fazer a minha história. Igual a ele nunca mais vai ter. Meu estilo é diferente, mas sei que essa comparação nunca vai acabar. Só quero fazer minha parte, que é jogar futebol”, disse.

De acordo com Romarinho, a dispensa pela camisa 11 não tem necessariamente relação com a ligação que o número tem com seu pai.

“Não é nem por causa do peso, mas é que não é minha camisa preferida. No Brasiliense, sendo titular ou reserva, sempre gostei de jogar com a 17”, informou.

Questionado sobre o que ele achava que carregava de parecido com seu pai, Romarinho foi sucinto:

“Falam que é só o jeito de andar, porque personalidade não é, o futebol não é… Não procuro fazer o que ele fez. Quero fazer a minha história. A personalidade dele é outra, já teve algumas polêmicas, mas é o jeito dele. Eu sou mais de pensar duas vezes antes de falar”, declarou.

Se dizendo um jogador que atua mais pelos lados do campo, ele deixou bem claro que sua função principal não é fazer gols, rechaçando o fardo de artilheiro, que Romário ostentou com primor, fazendo mais de mil tentos na carreira.

“Faltam uns 950, por ai (risos). Minha meta não é chegar aos mil gols. Minha principal característica é a explosão, jogar de lado. Lógico, se tiver oportunidade de fazer gol, farei, porque é o momento mais importante do futebol, mas não ligo em ser o artilheiro do time. O Vasco está em primeiro lugar”, ressaltou.

Revelado nas categorias de base do Vasco, Romarinho deixou o clube em 2012 após não estar sendo aproveitado na equipe de juniores. Na época, seu pai fez duras críticas a Roberto Dinamite, presidente em exercício na ocasião. O jovem atacante, porém, negou que tenha sido dispensado e garantiu que não guarda mágoas do antigo mandatário.

“Eu pedi para sair porque não estava jogando. Tinha a oportunidade de ir para o Brasiliense e fui. Meu pai é muito impulsivo, eu sou mais calmo. Só quero jogar meu futebol. Fui sem mágoa”, afirmou.

Dizendo ter praticamente nascido no Vasco, Romarinho ressaltou ter ficado rindo sozinho quando voltou a São Januário para assinar contrato e revelou o conselho dado pelo seu pai com a oportunidade:

“Ele falou para eu ter a cabeça no lugar, me cuidar e jogar futebol. Fazer o que sei fazer, porque ele confia muito em mim”.

Antes de retonar ao Cruzmaltino, Romarinho atuou por dois anos no Brasiliense. Seu momento mais marcante por lá foi o gol do título estadual feito em 2013.

 

Fonte: DO UOL

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?