Você está lendo:
Justiça barra candidaturas de deputados à reeleição
0

Justiça barra candidaturas de deputados à reeleição

by newsmtagosto 21, 2014

Airton Português e José Domingos, do PSD, tinham pendências no TCU

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) decidiu, nesta quinta-feira (21), por unanimidade, indeferir no registro de candidatura à reeleição dos deputados estaduais José Domingos Fraga e Airton Português, ambos do PSD.

O motivo da dupla impugnação é a reprovação de contas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). 

Enquanto prefeitos de Araputanga (345 km a Oeste de Cuiabá) e de Sorriso (420 km ao Norte), respectivamente, Português e Domingos tiveram as contas municipais rejeitadas pelo TCU, devido a supostas falhas em um convênio firmado com o Ministério da Saúde, para comprar unidades móveis de Saúde.

Por conta disso, eles se tornaram inelegíveis por oito anos, a contar de 2012. Ambos foram denunciados pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

Airton Português negou que tenha cometido irregularidades quando foi prefeito de Araputanga e considerou que o julgamento pelo TRE teve caráter político. 

“Eu sou da coligação do candidato a governador José Riva (PSD). Eles (juízes eleitorais) estão avaliando a política, e não situações. Eu tenho documentos que comprovam que, no meu caso, tudo foi legal. Uma van que prestava serviços odontológicos na cidade foi comprada com verbas específicas para a Saúde e está tudo regularizado. Porém, vou recorrer de decisão no Tribunal Superior Eleitoral”, afirmou o deputado. 

Sobre a possibilidade de também perder a causa em Brasília, por estar na lista de candidatos “fichas sujas” de Mato Grosso, Português afirma que não cometeu nenhum dolo e seguirá com a campanha pela reeleição  normalmente. 

“Nunca cometi nenhum dolo. Não sou ficha suja e tenho ciência que posso ganhar a causa no TSE. Lá, eles aprofundam mais no pedido da defesa. Diferentemente de Cuiabá, que eles indeferem, montam a banca e votam. Minha campanha continua sem nenhum problema”, explicou. 

O deputado José Domingos Fraga não atendeu às ligações da reportagem, mas sua assessoria confirmou que ele também irá recorrer no Tribunal Superior Eleitoral.

MAX AGUIAR

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?