Você está lendo:
LATROCÍNIO: Corpo de estudante desaparecido é encontrado a 200 Km de Sinop
0

LATROCÍNIO: Corpo de estudante desaparecido é encontrado a 200 Km de Sinop

by newsmtdezembro 29, 2014

O jovem havia sido sequestrado por dois homens interessados em sua caminhonete S10

O corpo do estudante de medicina Eric Francio Severo, 21 anos, que estava desaparecido desde a madrugada deste sábado (27), foi encontrado no final da tarde deste domingo (28) a cerca de 200 Km de Sinop (505 Km de Cuiabá). O jovem havia sido sequestrado por dois homens interessados em sua caminhonete S10 em um crime encomendado. O assassinato aconteceu pouco depois do roubo da caminhonete.

Ao Olhar Direto, o pai de Eric, o publicitário e advogado Leonildo Severo, confirmou que o corpo foi encontrado por volta das 16h. Sem palavras para expressar sua tristeza pela morte do filho, Leonildo apenas afirmou que Eric era um menino tranquilo e exemplar. “E que Deus o tenha”.

Leonildo também agradeceu o empenho da Polícia Militar e Polícia Rodoviária Militar que montaram forças tarefas para achar o corpo. “E também a todos os amigos, conhecidos e imprensa que ajudaram nas buscas, mandaram mensagens de força e oraram por nós”.

Suspeitos detidos

Os assassinos confessos de Eric, M.M.B., 30 anos, e R.B.S.M., 25, foram detidos na manhã deste domingo (28) em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Junto com a caminhonete S10 roubada, a polícia também encontrou uma arma de fogo e alguns metros de corda.

A princípio, os detidos afirmaram que não haviam matado Eric e que o menino havia ficado na cidade de Sinop (505Km de Cuiabá). Foi só quando a esposa de um dele foi detida para prestar depoimentos que eles confessaram o crime. M. e R. ficaram presos na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário na Vila Piratininga, Depac, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Os dois ainda serão transferidos para Mato Grosso.

M. e R. já haviam trabalhado como seguranças em Sinop. Na noite de sábado (27), eles dominaram Eric em uma boate no centro da cidade para roubar sua caminhonete S10. O roubo fazia parte de um crime encomendado por um presidiário de Guarulhos. Depois de roubada, a caminhonete seria entregue para outra pessoa em Dourados, Mato Grosso do Sul, de onde seguiria para o Paraguai. Lá, a polícia suspeita que o veículo seria vendido para a compra de drogas.

 

Fonte: STÉFANIE MEDEIROS DO OLHAR DIRETO

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?