Você está lendo:
Lúdio desafia Taques a comparecer em cartório nesta 6ª
0

Lúdio desafia Taques a comparecer em cartório nesta 6ª

by newsmtsetembro 26, 2014

Candidato do PT rebate acusações de “teatro” em quebra de sigilo

O candidato a governador Lúdio Cabral (PT) desafiou seu adversário Pedro Taques (PDT) a se encontrar com ele no cartório do 1º ofício da Capital, localizado na Avenida Getúlio Vargas, às 9 horas desta sexta-feira (26).

O objetivo, conforme Lúdio, é entregar em suas mãos uma procuração específica ao senador, para que ele possa ter acesso a todos os dados fiscais e bancários do petista e sua esposa, Ana Regina Ribeiro.

O candidato ao Senado da coligação de Lúdio, deputado federal Wellington Fagundes (PR), também entregará documento ao seu adversário na disputa, o vice-prefeito de Rondonópolis Rogério Salles (PSDB).

“Nós estamos agendando para amanhã, em cartório, com data e hora marcada, esse encontro para que eles compareçam e recebam de nossas mãos essa procuração. Para que eles tenham a liberdade de buscar todos os dados relacionados ao nosso sigilo fiscal e bancário”

A decisão de ambos é reflexo da atitude do coordenador-geral da campanha de Taques, o prefeito licenciado de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT), que na sede da Receita Federal ontem (24), informou à imprensa que o ato de oferecer quebra de sigilo era um “teatro”, uma vez que não conseguiu acessar os dados.

Pivetta também taxou Lúdio e Fagundes de “picaretas e mentirosos”.

“Nós estamos agendando para amanhã, em cartório, com data e hora marcada, esse encontro para que eles compareçam e recebam de nossas mãos essa procuração. Para que eles tenham a liberdade de buscar todos os dados relacionados ao nosso sigilo fiscal e bancário”, afirmou Lúdio.

O candidato a governador afirmou, ainda, que ao contrário do que Pivetta afirmou, quem faz “teatro” é o grupo de Taques.

“O que nós precisamos cobrar deles, do candidato Taques e do Salles, é que tomem a mesma iniciativa. Não adianta produzir teatro em relação a esse tema. Que eles tenham a coragem de tomar a mesma iniciativa que nós tomamos”, disse.

“É fundamental para quem exerce e disputa mandato público deixar de forma clara toda sua trajetória e tudo que diz respeito a sua vida. Especialmente ao aspecto financeiro”, completou Lúdio.

Fagundes também não quis rebater as acusações de Otaviano Pivetta.

“Eu tenho que responder ao candidato. Estou disputando uma eleição com Rogério Salles. Eu não vou ficar batendo boca com quem tem processo a responder”

“Eu tenho que responder ao candidato. Estou disputando uma eleição com Rogério Salles. Eu não vou ficar batendo boca com quem tem processo a responder. Eu vou responder qualquer assunto com Rogério Salles, que ele queira vir ao embate comigo”.

Trâmites

O candidato Lúdio Cabral também reafirmou que, ao contrário do que Pivetta criticou, qualquer cidadão pode acessar os dados fiscais e bancários disponibilizados por ele e Wellington Fagundes.

Para tanto, é necessário que o requerente tenha uma procuração assinada por Lúdio, Fagundes ou por ambos.

“Existe uma escritura, que é uma declaração minha colocando a disposição de qualquer cidadão o acesso a esses dados. É preciso buscar a escritura e se dirigir as agências bancárias ou onde os dados tiverem disponíveis. Qualquer exigência adicional, de qualquer instituição – porque nós não temos controle sob as exigências de uma instituição bancária privada ou pública – nós estamos prontos para dar a transparência”.

Segundo Lúdio, no caso da Receita Federal, ele desconhecia o trâmite.

“A Receita tem um determinado procedimento administrativo e em função desse procedimento, como Taques determinou ao seu coordenador que fosse ontem buscar nossos dados fiscais, exigiu esse modelo de procuração e nós estamos assinando uma procuração específica ao Pedro Taques e Rogério Salles. Agora o curioso é a contradição da postura do Pedro Taques, de cobrar de nós aquilo que ele não tem coragem de fazer”.

Leia mais sobre o assunto:

“Lúdio e Wellington: picaretas querendo se passar por bonzinhos”

Lúdio Cabral abre sigilo bancário e desafia Pedro Taques a fazer o mesmo

 

 ISA SOUSA 
About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?