Você está lendo:
Mato Grosso já imunizou 79% do grupo de risco:
0

Mato Grosso já imunizou 79% do grupo de risco:

by Radio Tangarámaio 31, 2016
A vacina que protege contra o vírus H1N1 continua disponível em alguns postos de saúde do estado. Municípios terão até o dia 06 de junho para informar o total da população vacinada durante a Campanha.

foto-_osnei_restio-_prefeitura_de_nova_odessa_07-05-2014_

Até esta terça-feira (31.05) Mato Grosso atingiu 79,70% da cobertura vacinal da campanha da gripe. De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), mais de 490 mil mato-grossenses foram imunizados contra a doença. E mesmo com o fim da campanha nacional, a SES orienta a continuidade da imunização para os grupos de risco nos municípios que ainda possuem doses da vacina.

No total, foram aplicadas 578.618 doses da vacina. Entre os grupos prioritário, o segmento de trabalhadores de saúde registrou a maior cobertura vacinal (97,10%), seguido por idosos (88,57%), puérperas (87,85%), crianças de 6 meses a menores de 5 anos (75,08%), gestantes (62,10%) e indígenas (57,20%). Ainda foram imunizados funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

Dos 141 municípios do estado, 74 deles (52%) atingiram ou ultrapassaram a meta de vacinar 80% da população alvo. Ao todo, 38 cidades ainda estão com a cobertura vacinal abaixo de 50%, como é o caso dos municípios de Peixoto de Azevedo (45%), Alto Paraguai (40,78%) e Santo Antônio do Leste (40%).

“Os municípios que ainda não atingiram a meta de 80% e que ainda possuem doses da vacina devem continuar a vacinação”, lembra a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Flávia Guimarães, reforçando que a vacina não deve ser aplicada em pessoas que não fazem parte dos grupos prioritários.

Flávia ressalta ainda que é preciso que todos os municípios informem no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, o total de doses aplicadas em cada grupo prioritário. “Com essa informação a SES acompanha a cobertura vacinal no estado e verifica a real situação em cada regional, se o município não informa corretamente as doses que está aplicando ou deixa de vacinar a população, ficará com a cobertura vacinal abaixo da meta e colocará em risco as pessoas dos grupos prioritários”, pontua a coordenadora.

O prazo final para os municípios informarem os dados referente a campanha de vacinação contra gripe é 06 de junho.

Mobilização

Em Mato Grosso, a campanha de vacinação contra gripe teve início no dia 30 de abril. A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde para este ano, sendo A/H1N1, A/H3N2 e influenza B.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde demonstram que a vacinação pode reduzir de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da Influenza.

A vacinação é uma importante prevenção à gripe, mas não dispensa medidas básicas de proteção. Alguns cuidados simples como lavar as mãos com frequência, utilizar lenço descartável e cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir ajudam evitar a doença. Também é recomendado não compartilhar objetos de uso pessoal e evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca. Em caso de síndrome gripal, deve-se procurar um serviço de saúde o mais rápido possível.

Números

A Secretaria de Estado de Saúde tem 402 casos notificados em Mato Grosso da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRGA), desde o início do ano. Deste total, 15 casos foram descartados e 387 continuam em investigação. Trezes casos notificados tiveram resultados positivos para Influenza H1N1. Deste total, três casos evoluíram para cura (Sinop, Várzea Grande e Rondonópolis) e cinco casos evoluíram para morte nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Água Boa, Juara, e Paranaíta.

Entre os municípios com mais notificações de casos de SRAG destacam-se Cuiabá, Rondonópolis, Várzea Grande e Sinop, com 117, 53, 38 e 26 casos, respectivamente. Os demais casos estão distribuídos em 46 municípios mato-grossenses, entre eles Alta Floresta, Cáceres, Campo Novo do Parecis e Primavera do Leste.

About The Author
Radio Tangará