Você está lendo:
Mendes diz que Lúdio é "mentiroso" e “demagogo eleitoral”
0

Mendes diz que Lúdio é "mentiroso" e “demagogo eleitoral”

by newsmtsetembro 5, 2014

Prefeito diz que foi vítima de ataques assim como Pedro Taques tem sido nestas eleições

O prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), classificou o candidato a governador Lúdio Cabral (PT) de “mentiroso” e “demagogo eleitoral” ao comentar as críticas que o petista tem feito ao adversário Pedro Taques (PDT).

Coordenador geral da campanha de Taques na Capital, Mendes afirmou que já foi “vítima das mentiras” de Lúdio, quando concorreu a Prefeitura da Capital em 2012, e continua sendo ao ser criticado por supostamente não fazer obras na cidade. 

“Tem um candidato que está aí hoje que em 2012 afirmava que eu seria candidato em 2014. Ele mentia descaradamente para a população. Como mente hoje”


“É natural na política… Lamentável, mas natural, que alguns candidatos usem, ou tentem buscar subterfúgios, para atacar seus adversários. Já fui vítima. Tem um candidato que está aí, hoje, que em 2012 afirmava que eu seria candidato em 2014. Ele mentia descaradamente para a população. Como mente hoje”, disse. 

“Ele diz que eu não faço obra em Cuiabá. Ou ele é um grande mentiroso ou ele é um demagogo eleitoral que não tem a coragem de reconhecer o mérito de seus adversários”, completou o prefeito.

“Ele diz que eu não faço obra em Cuiabá. Ou ele é um grande mentiroso ou ele é um demagogo eleitoral que não tem a coragem de reconhecer o mérito de seus adversários”


A respeito de seu mandato e suas ações, Mendes fez um “convite” a Lúdio Cabral. 

“Se ele diz que eu não faço obra, então que ele pare a campanha dele que eu vou ficar quase um mês andando, mostrando as obras…os quase 200 quilômetros de asfalto recuperado em Cuiabá, andando em todas as obras nos bairros, nas escolas que reformamos e estamos reformando. Vamos andar nas mais de 70 pontes na zona rural que nós já fizemos nesse um ano e 8 meses de mandato”.

O prefeito ainda afirmou que políticos como Lúdio precisam ser “banidos”. 

“Isso é lamentável, mas é um tipo de política que a sociedade precisa aprender a conhecer e banir do cenário. É preciso saber fazer um debate sobre Mato Grosso, que tem problemas e que não são fáceis de serem resolvidos. Eu sempre dizia isso na campanha de 2012, mas é possível”, disse.

Mendes alegou que ainda não teve tempo para resolver os problemas de Cuiabá.

“Em um ano e oito meses não resolvemos e não vamos resolver em 4 anos os problemas de Cuiabá. Agora, temos feito a diferença, temos mostrado isso em algumas áreas, mas ainda há muita coisa pra fazer. Vamos continuar fazendo, na medida que tenhamos os recursos”, garantiu.

ISA SOUSA 

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?