Você está lendo:
MT registra mais de 6 mil casos de dengue; país vive epidemia
0

MT registra mais de 6 mil casos de dengue; país vive epidemia

by newsmtmaio 4, 2015

País vive propagação da doença infecciosa, com incidência de 367,8 casos para grupo de 100 mil habitantes

Dados do Ministério da Saúde divulgados nesta segunda-feira (4) apontam que Mato Grosso já registra 6.434 casos de dengue, entre 1º de janeiro e 18 de abril deste ano.

O registro demonstra um aumento de 63% no número da doença, em relação ao mesmo período do ano passado, quando o Estado contabilizou 3.934 casos.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, dentro os casos registrados, uma morte foi confirmada, no município de Sapezal (480 km a Noroeste de Cuiabá). Outras seis mortes ainda estão sob investigação.

Conforme a SES, quarenta cidades do Estado estão em situação de alerta e outras quatorze, em nível de risco.

Sinop e Cuiabá são os municípios que apresentaram os maiores números de notificações: 1.018 e 432 casos, respectivamente.

Já os municípios de Araputanga, Rio Branco e Santa Carmem apresentaram os maiores índices de infestação: acima de 3,9%.

Epidemia

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, em todo o país, há um registro de 745,9 mil casos de dengue, o que corresponde a um aumento de 234,5% em relação ao ano passado, que registrou 223,2 mil casos da doença.

A incidência de casos no Brasil para cada grupo de 100 mil habitantes é de 367,8 – índice, que para a Organização Mundial da Saúde (OMS), representa situação de epidemia (a classificação mínima de epidemia é de 300/100 mil habitantes)

A região Centro-Oeste ficou em segundo lugar, no caso de maior incidência da doença, perdendo apenas para o Sudeste, que contabilizou 575,3 casos para cada 100 mil habitantes,

Segundo o Ministério, foram confirmadas 229 mortes causadas pela doença nas 15 primeiras semanas do ano – um aumento de 44,9% em relação ao mesmo período de 2014, quando foram registradas 158.

Além disso, até o dia 18 de abril, foram registrados 404 casos graves de dengue – aumento de 49,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram registrados 270 casos graves.

Nesta segunda-feira, após a divulgação dos dados, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que o Brasil não vive uma situação de epidemia de dengue neste ano, mas de “elevação” no total de casos, e que o maior número de ocorrências seria resultado da crise hídrica e do “desarmamento” de ações de combate à doença por parte da sociedade.

Prevenção

O Estado de Mato Grosso está com uma campanha de combate à dengue desde março passado.

A Secretaria de Estado da Saúde recomenda alguns cuidados simples que podem ser tomados por todos, em suas residências, para reduzir o risco de transmissão da dengue, como evitar água parada em qualquer tipo de recipiente.

Além disso, é preciso manter os quintais e terrenos sempre limpos e as caixas d’águas devidamente fechadas.

Recomenda-se que o paciente, ao apresentar sinais e sintomas das doenças, deve procurar imediatamente os serviços de saúde e evitar o uso medicamentos sem prescrição médica.

Fonte: Do Mídia News
About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?