Você está lendo:
Nova Ubiratã: Advogada de Sinop é acusada de usar procuração para vender terreno de cliente
0

Nova Ubiratã: Advogada de Sinop é acusada de usar procuração para vender terreno de cliente

by newsmtjulho 13, 2015

A Polícia Judiciária Civil (PJC) de Sinop investiga uma denúncia de suposto estelionato praticado pela advogada de Sinop, C.R.F. A vítima foi a moradora de Nova Ubiratã, Marizete Aparecida Ramos Pereira de 47 anos.

De acordo com a denúncia ofertada à polícia, a jurista teria se utilizado de uma procuração, da cliente, e vendido um terreno da família da vítima. Tudo começou em outubro do ano passado, quando a vítima foi presa em uma operação da polícia, acusada de tráfico de drogas.

Ao ser detida pelo crime, a mulher foi transferida para Cadeia Pública Feminina de Sinop, onde teve contato com a advogada. Segundo informações do site Ubiratã 24horas, valor cobrado para defesa foi de R$ 11 mil, sendo R$ 5 mil a vista e o restante após a soltura da então presa. No entanto alegando agilidade no processo, a jurista solicitou uma procuração da cliente.

Com isso ela usou do poder adquirido para vender um terreno localizado na rua Goiás, Centro daquela cidade, sem qualquer autorização ou ciência da família ou mesmo da detenta.

Além disso, no dia da audiência a advogada não compareceu ao Fórum.

C.R.F., ainda é acusada de aplicar o mesmo golpe contra um idoso da cidade de Lucas do Rio Verde. Esse caso foi comunicado às autoridades policiais ainda no mês de janeiro.

Fonte: Nortão Noticias

 

About The Author
newsmt