Você está lendo:
Nova Ubiratã: Índios da Aldeia Tupara desistem de esperar pela secretaria de educação e fazem limpeza no entorno da escola
0

Nova Ubiratã: Índios da Aldeia Tupara desistem de esperar pela secretaria de educação e fazem limpeza no entorno da escola

by newsmtfevereiro 24, 2016

Na última sexta-feira (19), José Afonso Canola (PPS) e José Dias Pedroso (PT), presidente e vice-presidente da câmara vereadores de Nova Ubiratã, estiveram na Aldeia Tupara e foram recepcionados pelo vice cacique Ragau que substitui o cacique Ataqui que está se recuperando de uma enfermidade. Como já informamos aqui, os presidenciáveis foram ver de perto e conhecer os problemas enfrentados pelos índios da etnia Ikpeng que vivem na aldeia.

Para a reportagem do site ubiratanews, Ragau disse que está muito chateado com a forma com que o município tem tratado a comunidade indígena.

O líder Ikpeng se diz muito chateado e triste com a situação. “Tudo o que reivindica não tem. Porque há essa discriminação? Eu não sou besta, estou andando no município e vejo que os outros postos de saúde e escolas que tem estrutura, mas para nós na aldeia não tem. Se disserem que estamos mentindo vamos lá desmentir quem falou”, desabafou o Cacique Ragau em sua fala traduzida pelo técnico em enfermagem Aigure Txicão.

Além da limpeza na escola o cacique cobrou também a permanência de funcionários da educação na aldeia para cuidar das instalações. Pois quem está fazendo os serviços são os professores. No pequeno posto de saúde, também falta recursos humanos e materiais permanentes.

Cansados de esperar pelo poder público municipal os pais dos cerca de trinta alunos que estudam na escola iniciaram uma limpeza por conta própria, mesmo sem equipamentos adequados.

Ragau ainda disse estar descontente com o tratamento que está recebendo do município, pois faltam os serviços básicos para a população local.

Como já foi citado pelo site, a escola está precária, e no local não são executadas reformas há muito tempo. O telhado da escola se tornou morada de morcegos e em alguns locais o forro que não caiu está caindo.

A maior parte das estruturas construídas no local foram com recursos próprios e doações de fazendeiros que tem propriedades próximo a aldeia. A administração do município construiu apenas uma pequena cozinha, mas ainda faltam armários e equipamentos.

Os índios ainda aguardam que as outras reivindicações feitas por eles sejam atendidas.

Fonte: Com Ubiratanews

About The Author
newsmt