Você está lendo:
NUTRIÇÃO: Ministério da Saúde renova acordo com indústrias alimentícias para redução do sódio

NUTRIÇÃO: Ministério da Saúde renova acordo com indústrias alimentícias para redução do sódio

O brasileiro consome em média 12 gramas de sódio por dia, valor considerado muito alto pela Organização Mundial da Saúde, que recomenda apenas 5 gramas diárias.

Esse consumo em excesso está ligado diretamente ao aumento de doenças como hipertensão e obesidade que, juntas com as doenças cardiovasculares, respiratórias, diabetes e câncer respondem por 72% das mortes no país.

Para reduzir esse índice, o Ministério da Saúde renovou acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação para melhorar a qualidade nutricional de alimentos industrializados como pães, bisnaguinhas e massas instantâneas. De acordo com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, a meta é retirar, voluntariamente, mais de 28 toneladas de sódio da alimentação dos brasileiros até 2022.

Ministro da Saúde, Ricardo Barros;

“A meta é ambiciosa porque o excesso de sódio já foi tirado, agora requer tecnologia para substituir o sódio por outro componente dessas receitas. Então há um investimento maior da indústria para o desenvolvimento dessas novas tecnologias e, por isso, não teremos um volume tão acelerado de retirada de sódio daqui para frente porque a parte mais fácil já foi feita. Mas a indústria está disposta e sabe que o mercado quer alimentos mais saudáveis”.

Essa é quarta etapa do projeto e a parceria vale pelos próximos cinco anos. A primeira cooperação com a indústria está em vigor desde 2011 e já tornou possível a retirada de 17 mil toneladas de sódio que seriam consumidas pela população. Para saber mais acesse: www.saude.gov.br.