Você está lendo:
Ônibus com senador de Mato Grosso é apedrejado na Venezuela
0

Ônibus com senador de Mato Grosso é apedrejado na Venezuela

by newsmtjunho 19, 2015

Uma comitiva de senadores brasileiros – entre eles, o senador por Mato Grosso, José Medeiros (PPS) – foi alvo da ação de manifestantes, no início da tarde quinta-feira (18), em Caracas, capital da Venezuela.

O grupo é integrado também por Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Aécio Neves (PSDB-MG), Sérgio Petecão (PSC-AC), Ricardo Ferraço (PMDB-ES), José Agripino (DEM-RN) e Ronaldo Caiado (DEM-GO).

Eles tentavam realizar uma visita a Leopoldo Lopez, líder do partido Vontade Popular e que foi preso por atuar como líder de oposição ao Governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

“Não conseguimos sair do aeroporto. Sitiaram o nosso ônibus, bateram, tentaram quebrá-lo”

A comitiva desembarcou no aeroporto Simón Bolivar e, já na saída da base aérea, o microônibus que levava os parlamentares ao presídio foi cercado por dezenas de manifestantes que defendem o governo de Maduro.

De acordo com informações da Agência Senado, cerca de 100 pessoas participaram do bloqueio.

Elas chegaram a atirar pedras contra o veículo que transportava os senadores brasileiros.

Os manifestantes, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo, também gritavam palavras de ordem como “Chávez não morreu, se multiplicou” e “Fora, fora” aos senadores.

O senador José Agripino afirmou que o bloqueio parece ter sido preparado por antecipação, para evitar que os parlamentares tivessem acesso ao presídio.

“Não conseguimos sair do aeroporto. Sitiaram o nosso ônibus, bateram, tentaram quebrá-lo”, afirmou o senador Ronaldo Caiado, em postagem em seu perfil na rede social Twitter.

A reportagem do MidiaNews tentou contato com o senador José Medeiros, mas as ligações para seu celular caíram na caixa postal.

“As democracias verdadeiras não admitem conviver com as manifestações incivilizadas e medievais”

A assessoria do parlamentar afirmou que ainda não conseguiu contato com ele.

Atividades

Entre as atividades previstas para a missão dos senadores no país, está um ato com as esposas de políticos presos e a defesa, junto aos meios de comunicação venezuelanos, da liberdade e da democracia.

A comissão externa foi criada com base no Requerimento 77/2015, de autoria do senador Ricardo Ferraço, aprovado no Plenário do Senado em fevereiro deste ano.

“Manifestação incivilizada”

Em nota lida no plenário, o presidente do Senado, Renan Calheiros, anunciou que irá cobrar uma reação altiva do governo quanto aos gestos de intolerância narrados pela comitiva de brasileiros.

“As democracias verdadeiras não admitem conviver com as manifestações incivilizadas e medievais. Elas precisam ser combatidas energicamente para que não se reproduzam”, afirmou.

Fonte: Do Mídia News

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?