Você está lendo:
Pedro Taques anuncia Paludo e Duarte para secretarias
0

Pedro Taques anuncia Paludo e Duarte para secretarias

by newsmtnovembro 25, 2014

Primeiro ficará com Desenvolvimento Econômico e segundo, em Infraestrutura

O governador eleito Pedro Taques (PDT) acaba de anunciar mais dois secretários que farão parte de seu staff.

O agrônomo Seneri Paludo assume a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e o administrador Marcelo Duarte ficará na pasta de Infraestrutura.

O anúncio confirma, mais uma vez, o perfil técnico que tem sido utilizado como critério por Taques para a formação de sua equipe.

Além de Paludo e Duarte, até o momento o foram anunciados o advogado Marco Aurélio Marrafon, para Planejamento, o administrador e economista Júlio Modesto, para Gestão, e o jornalista Jean Campos, para Comunicação, pasta que deve passar a ser uma Superintendência.

Paludo estava lotado como secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, na gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), e está na equipe de transição de Taques desde o início dos trabalhos.

“Pedi ao Seneri que dê uma olhada nos incentivos fiscais para saber se eles estão rendendo àquilo que foram propostos, como criação de empregos e colocação de vagas no mercado de trabalho”

Duarte, por sua vez, é diretor executivo da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).

Desenvolvimento Econômico

De acordo com Taques, a pasta de Seneri irá abrigar as antigas secretarias de Indústria e Comércio, Turismo e Agricultura.

O governador eleito afirmou que o principal objetivo, no momento, será “esmiuçar” os incentivos fiscais.

“Pedi ao Seneri que dê uma olhada nos incentivos fiscais para saber se eles estão rendendo àquilo que foram propostos, como criação de empregos e colocação de vagas no mercado de trabalho”, disse Taques.

Atualmente, a política dos programas na administração do governador Silval Barbosa (PMDB) é bastante criticada.

“Dentro da Política Agrícola, no cenário nacional, a gente já trabalhava com crédito oficial, que era de R$ 156 bilhões e não deixa de ser uma maneira indutora, especificamente na área da agricultura, então me sinto preparado para olhar isso”, disse o novo secretário.

Paludo também citou como deve ser a relação com os empresários.

“O objetivo não é fazer uma caixa-preta, procurar defeitos, mas, sim, evitar que os problemas aconteçam”

“A relação tem que ser de maneira transparente, assim como com toda a sociedade. O que a gente tem que deixar claro é quais são as políticas públicas e de como vamos dar o incentivo e, principalmente, avaliando o retorno para a sociedade”, disse.

Infraestrutura

Já na Infraestrutura será feita uma auditoria nos atuais contratos do governo de Silval. Para Taques os modais de transporte, rodoviário, ferroviário, hidroviário e aeroportuário, precisam de um “tratamento diferenciado”.

“O Marcelo irá fazer uma auditoria nos contratos para que possamos construir mais, conseguindo ter preços competitivos e de mercado, e pagar aqueles que necessitam de recebimento no prazo correto”, disse Taques.

Duarte afirmou que a auditoria será feita em até 100 dias. Ele, no entanto, negou qualquer tipo de “devassa” na gestão de Silval.

“Essa determinação de auditoria é natural, uma vez que estamos assumindo uma secretaria importante, que tem bilhões em orçamento e que precisa ser olhada. Vamos cumprir isso dentro do planejamento de 100 dias e já estamos trabalhando junto com a Fundação Dom Cabral nesse sentido”, disse o secretário.

“O objetivo não é fazer uma caixa-preta, procurar defeitos, mas, sim, evitar que os problemas aconteçam. Se acharmos indícios de irregularidades, iremos apurar para que as obras não sejam prejudicadas e que possamos cumprir os projetos que já estão em andamento e ter fôlego para construir mais projetos”, afirmou.

 

ISA SOUSA E DOUGLAS TRIELLI/MIDIA NEWS

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?