Você está lendo:
"Perda lamentável para a política e comunicação", diz Silval
0

"Perda lamentável para a política e comunicação", diz Silval

by newsmtdezembro 11, 2014

Governador decretou luto de três dias por morte do deputado estadual

O governador Silval Barbosa (PMDB) lamentou a morte do deputado estadual Walter Rabello (PSD). Ele decretou luto oficial por três dias, nesta quarta-feira (10).

“É uma perda muito grande. Uma pessoa que interagia todos os dias com as pessoas, levando a notícia à população, em seus lares. No parlamento uma atuação fantástica, firme. Então, é um acontecimento lamentável para a política, para a comunicação, para os amigos”, afirmou, durante velório do parlamentar na Assembleia Legislativa.

“É uma perda muito grande. Uma pessoa que interagia todos os dias com as pessoas, levando a notícia à população, em seus lares”

Já o presidente da AL, José Riva (PSD), disse que havia falado com Walter poucas horas antes do ocorrido. Segundo ele, o apresentador estava, nos últimos anos, se dedicando mais a cuidar da saúde.

“A gente conversa muito sobre ele estar perdendo peso. Ele estava em um momento feliz em viver, estava fazendo muito exercício. Ontem, conversei com ele por volta de 19h30, quando saía de São Paulo. Ele disse que teria um jantar com o Eduardo Botelho e que depois me ligaria. Depois só recebi a notícia de sua morte”, disse.

Segundo Riva, o apresentador chegou a colocar seu nome à disposição para assumir a presidência do Partido Social Democrático (PSD), hoje sob o comando do vice-governador Chico Daltro.

“Ele tinha 48 anos e tinha ainda um futuro brilhante pela frente. Veio me pedir para ser presidente estadual do partido, eu disse que não teria nenhum problema da nossa parte. Pensava em um projeto maior”, afirmou.

“Até porque ele foi um dos fundadores do PSD em Mato Grosso, uma pessoa que acreditou no projeto. Foi uma pessoa que sempre mantive uma grande admiração pelo seu companheirismo. Nunca vi o Walter dizer não para alguém nessa Casa. Ele deixar uma lacuna muito grande, tanto na comunicação, quanto na política”, completou.

“Ontem, conversei com ele que me disse que teria um jantar com o Eduardo Botelho e que depois me ligaria. Depois só recebi a notícia de sua morte”

Amigos desde a época de campanha ao Governo do atual senador Blairo Maggi, o deputado Wagner Ramos (PR) disse ter sido pego de surpresa com a notícia. Ele ressaltou que Walter vinha se preocupando em “perder peso”.

“Eu conheci o Walter em 2002, na campanha do Blairo Maggi ao Governo. Ele foi o locutor de palco e era como eu estou hoje, acima do peso. Depois disso, ele começou a se preocupar muito com a qualidade de vida. E a gente percebeu nele uma evolução”, disse.

“Infelizmente, ele fumava muito, mas era um cara que estava cuidando da saúde. Não mostrava tristeza. Vivemos um momento de transição de governo, transição de Mesa Diretora, momento de escolher um novo conselheiro do TCE e tudo isso deixa todos apreensivos e ele também estava. Mas nunca percebi nada de errado com ele”, afirmou.

Angelo Varela/ALMT

Deputados lamentam a morte do deputado estadual Walter Rabello

Infarto fulminante

Segundo informações da assessoria de imprensa, o deputado estadual Walter Rabello estava em sua residência, acompanhado de seu genro, quando, por volta das 23 horas, sofreu um infarto fulminante.

Os familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o deputado foi encaminhado ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.

De acordo com informações apuradas pela reportagem, ele sofreu complicações, como hemorragia digestiva e úlcera gástrica abdominal. Os médicos tentaram reanimá-lo, mas sem sucesso.

Walter Rabello, que foi reeleito em outubro passado com 27.232 votos para exercer seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa, deixa cinco filhas e esposa.

DOUGLAS TRIELLI

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?