Você está lendo:
"Piscicultura em Nova Ubiratã": Vereador quer que município tenha câmara fria e Assistência Técnica de qualidade
0

"Piscicultura em Nova Ubiratã": Vereador quer que município tenha câmara fria e Assistência Técnica de qualidade

by newsmtnovembro 30, 2015

Pensando no fortalecimento dos pequenos produtores rurais de Nova Ubiratã, e também na renda das famílias, o vereador Nana PV, indicou ao prefeito municipal, Valdenir José dos Santos, através da Secretaria de Agricultura e Meio-Ambiente, que se faça um levantamento de quantos pequenos sitiantes produzem peixes no município.

O vereador esta indicando também, a aquisição de uma câmara fria para armazenar os peixes retirados dos tanques em Nova Ubiratã. De acordo com o parlamentar, a câmara fria irá auxiliar os produtores a terem mais produção e consequentemente poder aguardar com mais calma e tempo para que os frigoríficos interessados em comprar os peixes façam a retiradas e levem até os pontos de vendas ou a destinação final.

O vereador justificou ainda, que o município de Nova Ubiratã é propicio para a piscicultura, e que este levantamento se faz necessário urgentemente. Inclusive para se ter noção de que forma o município poderá ser útil para contribuir com assistência técnica aos pequenos produtores.

“A câmara fria servirá para que os piscicultores depositem suas produtividades em poucas escalas facilitando o interesse das empresas em vir buscar e comprar os peixes produzidos aqui, tendo em vista, que não é viável por parte dos frigoríficos atenderem os produtores pela pouca demanda”, disse Nana.

A indicação de Nana recebeu total apoio do vereador Miro-PMDB, sitiante e morador do assentamento Piratininga, distrito de Nova Ubiratã. Miro, no uso da palavra na ultima seção, disse que realmente é de suma importância que o município faça este levantamento, até porque, muitos pequenos produtores iniciam as atividades, mas infelizmente não tem acompanhamento técnico e acabam colocando muitos peixes em poucos espaços dificultando o crescimento e inclusive fazendo escolhas erradas das espécies que vão para os tanques, muitos deles não tem saída e muito menos mercado, ponderou o edil.

“Temos que buscar formas de rotatividade de cultura e produção, só assim Nova Ubiratã poderá ter uma agricultura familiar forte, seja ela de iniciativa pública ou privada”, finalizou o vereador Leonildo Antônio (Nana – PV).

VEJA A INDICAÇÃO DE AUTORIA DO VEREADOR NANA:

Fonte: Redação

About The Author
newsmt