Você está lendo:
Planilha indica que Wellington teria recebido R$ 300 mil da JBS

Planilha indica que Wellington teria recebido R$ 300 mil da JBS

Revista Época revela planilha em que consta nome do senador seguido do valor de R$ 300 mil

Outro político de Mato Grosso que já começa a aparecer em delações relacionadas à JBS é o senador Wellington Fagundes (PR).

Em uma planilha entregue ao Ministério Público Federal (MPF) pelos delatores da empresa, consta o nome de Neri Geller, como beneficiado com R$ 250 mil, e o de Wellington, supostamente também beneficiado com R$ 300 mil (veja na tabela).

O dinheiro teria sido recebido por Wellington por meio de Geller, conforme apontamento na planilha. Segundo a revista Época, Florisvaldo de Oliveira, o “homem da mala da JBS”, entregou um dos montantes no gabinete do então ministro.

O repasse a Fagundes, segundo a tabela, teria se dado no dia 05 de setembro de 2014.

Nesse período, ele já estava em campanha ao Senado, disputando a única vaga por Mato Grosso.

Em sua prestação de contas feita à Justiça Eleitoral não constam depósitos feitos pela empresa. Ao todo, ele declarou ter arrecadado R$ 8,7 milhões.

 

Tabela em que consta o nome de Wellington Fagundes: