Você está lendo:
'Podemos dizer que renascemos', diz Huck após pouso forçado
0

'Podemos dizer que renascemos', diz Huck após pouso forçado

by newsmtmaio 25, 2015

Apresentador e Angélica estão se recuperando em hospital de São Paulo; acidente ocorreu no domingo (24)

Os apresentadores Luciano Huck e Angélica divulgaram nota na manhã desta segunda-feira (25) para agradecer o carinho do público e o apoio que receberam desde domingo (24), quando o avião em que estavam com os filhos e as babás precisou fazer um pouso forçado em Rochedo, próximo a Campo Grande (MS). “Passamos por um milagre. Podemos dizer que renascemos”, disse Luciano Huck, em nota.

Os dois estão bem e, depois de exames de reavaliação, passaram a noite em repouso, no Hospital Albert Einstein, no bairro do Morumbi, na Zona Sul de São Paulo. Os filhos e as babás que os acompanhavam também passaram por exames e foram liberados na noite de domingo.

“Antes de qualquer coisa, queremos agradecer a Deus. Ontem passamos por um milagre, foi uma situação muito difícil a que vivemos. Mas o que importa é que estamos todos bem. As crianças estão ótimas, o que é o mais importante. Eu e Angélica estamos apenas aguardando o tempo de voltarmos para casa”, disse Luciano.

“É importante também agradecer um monte de gente envolvida ontem, desde o santo homem Wilson, que nos viu da estrada e nos resgatou; todo pessoal da Santa Casa de Campo Grande, que foi de uma gentileza enorme; e todo mundo que nos apoiou na cidade. Também a equipe da Amil e do Albert Einstein, que nos recebeu com o carinho de sempre.”

“Antes de qualquer coisa, queremos agradecer a Deus. Ontem passamos por um milagre, foi uma situação muito difícil a que vivemos. Mas o que importa é que estamos todos bem”

“Quero agradecer também as milhares de orações que a gente vem recebendo de todos os cantos. É um conforto enorme. Podemos dizer que renascemos e vamos comemorar uma nova data de aniversário: dia 24 de maio”, declarou o apresentador.

Angélica também fez questão de agradecer o carinho.

“Também quero agradecer todo mundo que ajudou lá na Santa Casa de Campo Grande, agradecer ao Wilson e à sua esposa, que foram os primeiros a nos acolher e acalmar. E ao piloto, porque ele foi um verdadeiro anjo. E, claro, a todos que estão rezando e torcendo por nós. Estamos muito emocionados com todo esse carinho”, afirmou a apresentadora.

Angélica e a família voltavam de gravações do programa Estrelas no Pantanal de Mato Grosso do Sul, quando o avião teve de fazer um pouso forçado em uma fazenda a cerca de 30 km de Campo Grande. O piloto Osmar Frattini, de 52 anos, afirmou ao G1 que a aeronave sofreu uma falha na bomba de combustível.

A Santa Casa de Campo Grande informou em nota, divulgada por volta das 15h do domingo, que não foi “diagnosticado nada grave” em nenhum dos pacientes atendidos após o incidente.

“Quero agradecer também as milhares de orações que a gente vem recebendo de todos os cantos. É um conforto enorme. Podemos dizer que renascemos e vamos comemorar uma nova data de aniversário: dia 24 de maio”

No começo da tarde, a diretora técnica do hospital, Priscila Alexandrino, disse que havia a suspeita de que Angélica tivesse sofrido fratura na bacia, e Luciano Huck, em uma vértebra.

Piloto explica o pouso

O piloto Osmar Frattini, de 52 anos, deu detalhes nesta segunda sobre a manobra que precisou fazer para controlar o avião e fazer o pouso forçado.

Faltando apenas 10 dos 25 minutos calculados para completar o trajeto de Miranda (MS) a Campo Grande, ele conta que um alarme de emergência apontou uma falha no filtro de combustível.

Foi então que ele e o copiloto se organizaram para evitar ao máximo qualquer risco de explosão e capotagem em uma “região ondulada”, conforme Frattini.

“Houve uma pane no motor esquerdo, e imediatamente acionei a bomba auxiliar. O motor continuou sem potência e então acionei o motor direito, ainda sem resposta. Foi o momento em que o copiloto absorveu tudo o que estava acontecendo com muita tranquilidade e isso amenizou muito a situação”, afirmou o piloto.

Assim que encontraram um local, eles iniciaram as coordenadas. Perto da aproximação para o pouso, às 10h52, o piloto avisou a Torre de Controle em Campo Grande que estava em situação de emergência e que faria pouso forçado.

“Nós já tínhamos 4,3 mil pés a partir da pane, e quando já estávamos a 450 metros de altura sabíamos da possibilidade da aeronave ir ao chão, por conta da pane, peso e tudo mais”, comentou.
Na ocasião, ele diz que os tripulantes foram informados de que deveriam tirar os óculos e colocar o cinto de segurança.

“Quando perdeu a potência do motor esquerdo, o Luciano Huck, que entende de aviação, já chegou e falou para mim: ‘Comandante, nós estamos monomotor?” E eu falei ‘sim, Luciano, estou com uma pane de motor, é no combustível, uma parte do combustível”, relembrou.

Resgate e atendimento

Oito feridos foram levados em quatro carros dos Bombeiros e um deles foi transportado em helicóptero. Angélica chegou à Santa Casa de Campo Grande em uma maca e Huck, caminhando com dificuldades.

As babás foram os passageiros que sofreram ferimentos de menor intensidade. Um dos filhos reclamava de dor de cabeça e teve ferimentos no rosto.

Alysson Maruyama/TV Morena

Oito feridos foram levados em quatro carros dos Bombeiros e um deles foi transportado em helicóptero

Os feridos foram atendidos por profissionais da neurologia, cardiologia, clínica geral e pediatria dentro do Sistema Único de Saúde (SUS). Em nota, o hospital divulgou que a família passou por “exames de raio-x, tomografia e demais procedimentos”, e todos passavam bem.

Segundo a diretora da Santa Casa, os resultados dos exames eram aguardados para definir a transferência para São Paulo. O casal e os filhos saíram do hospital dentro de duas ambulâncias por volta das 19h (de Brasília) de domingo e seguiram para a Base Aérea, de onde partiram para a capital paulista.

O copiloto José Flávio de Souza Zanatto também foi atendido na Santa Casa e passa bem.

O piloto Osmar Frattini, de 52 anos, foi socorrido por helicóptero da Força Aérea e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Universitário. Segundo a família, ele é piloto há 14 anos.

Modelo do avião

Segundo a Aeronáutica, o avião envolvido no acidente é um Embraer, modelo 820C, matrícula PT-ENM. A aeronave pertence à empresa MS Táxi Aéreo.

O avião estava com a documentação regular, segundo registros no site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A inspeção anual de manutenção tinha validade até 12 de junho de 2015.

Investigação

Um helicóptero da Base Aérea de Campo Grande foi enviado para apoiar nos trabalhos e acompanhar a investigação. No fim da manhã, técnicos do Quarto Serviço de Prevenção e Investigação de Acidentes (SEPIPA 4) foram deslocados para realizar a perícia e conduzir as apurações.

A apresentadora Angélica e a equipe estavam em Mato Grosso do Sul para gravações do programa “Estrelas”, da TV Globo. De acordo com o GShow, a apresentadora grava nova temporada especial no Pantanal.

G1

A apresentadora Angélica é atendida em hospital após acidente no Mato Grosso do Sul

A produção levou convidados para apresentar receitas locais, realizar safári fotográfico e conduzir apresentações musicais. Rodrigo Simas, Daniel Rocha, Cristiano Araújo, Munhoz & Mariano foram alguns dos convidados.

Nas redes sociais

Nas redes sociais, o casal registrou a viagem. Angélica publicou em sua conta no Instagram que estava a caminho de gravações no Pantanal na terça-feira (19). “Partiu!”, escreveu.

Acompanhando Angélica, Luciano Huck publicou foto da apresentadora no Pantanal na sexta-feira (22). “Minha pantaneira”, brincou. E no sábado (23), o apresentador colocou no ar um vídeo da paisagem do local. “Que lugar lindo”, afirmou.

Nota da Central Globo

A Central Globo de Comunicação divulgou uma nota sobre o ocorrido:

“Luciano Huck, Angélica e filhos estão bem após pouso forçado de avião que vinha do Pantanal.

O avião turbo-hélice Carajá que trazia do Pantanal, essa manhã, o apresentador Luciano Huck, a apresentadora Angélica e os filhos precisou fazer um pouso forçado nos arredores de Campo Grande. A família passa bem e foi levada para exames num hospital da capital do Mato Grosso do Sul.

O avião saiu da Fazenda Caiman, no Pantanal, às 9h e, em seguida, fez um pouso forçado num pasto a cerca de 30km de Campo Grande. Levada para um hospital da cidade, a família está bem, em observação e deve seguir hoje ainda para São Paulo.”

Fonte: DO G1 SÃO PAULO

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?