Você está lendo:
Polícia simula morte de suspeito de assassinato em Brasnorte

Polícia simula morte de suspeito de assassinato em Brasnorte

Cerca de mil pessoas estavam em volta da delegacia

Policiais do município de Brasnorte simularam nessa segunda-feira, 06 de julho, a morte do suspeito de ter assassinado a facadas o empresário Adriano Coelho. O suspeito, que tem 30 anos, levou um tiro na região do tórax após moradores do município invadirem a delegacia com a intenção de linchar o mesmo. De acordo com informações levantadas pela reportagem do DS, devido a indignação da população, que insistia em agredir o suspeito, foi necessário os policiais afirmarem aos moradores que o mesmo não apresentava mais sinais vitais após o disparo, evitando assim um possível confronto.
Mesmo com a informação da suposta morte, moradores daquela cidade não teriam se acalmado e, inicialmente, não permitiram nem mesmo a retirada do ‘corpo’ do acusado de dentro da unidade policial. Para garantir a integridade física do suspeito bem como dos próprios policiais, a delegacia de Brasnorte solicitou reforço do efetivo de diversas cidades da região, entre eles policiais do Grupo de Operações Especiais (Goe).
No final da tarde, um veículo do Instituto Médico Legal (IML) foi levado até a delegacia onde estava o acusado. Devido a fúria dos moradores, ainda foi necessário retirar o ‘corpo’ do suspeito da delegacia dentro de um caixão do IML, o que fez com que todos acreditassem na morte.
Após toda a situação, o acusado foi encaminhado até Cuiabá em um avião particular, onde será dado o devido prosseguimento do caso. Os moradores que invadiram a delegacia deverão responder criminalmente, principalmente os líderes do grupo.
A MORTE- Adriano Coelho foi assassinado em sua residência na tarde do último domingo. O acusado teria ido até a casa da vítima pedir dinheiro, e como Adriano se negou a atender o pedido, o suspeito desferiu três golpes de facadas, causando a morte. O caso segue sendo investigado.  (Informações repassadas  ao DS pela equipe Gazeta do Noroeste- MT).

Fonte: Rodrigo Soares – DS