Você está lendo:
Por suspeita de fraudes, presidente da UCMMAT é destituída do cargo

Por suspeita de fraudes, presidente da UCMMAT é destituída do cargo

A presidente da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), vereadora por Colíder Ismaili Donassan (PSD), foi destituída do cargo por suspeita de fraudes durante a gestão da mesma.

Consta que em auditoria realizada recentemente nas contas da entidade apontou diversas irregularidades, como emissão de cheques e pagamento de diárias para ela após o afastamento da presidência da instituição (em abril deste ano, Ismaili se afastou do cargo para concorrer a uma vaga de deputada federal).

Também foi constatada a emissão de cheques sem fundos, contratação de assessoria jurídica sem licitação, pagamento de despesas sem anexação de notas fiscais, contabilidade desestruturada e dívida de aproximadamente R$ 140 mil. Em função do que foi verificado, protocolou-se junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e no Ministério Público um pedido de investigação contra Ismaili.

A UCMMAT passa agora a ser comandada pelo vereador por Cláudia, Ebenezel Darly dos Santos (PMDB). A entidade tem um orçamento mensal de R$ 76 mil em média, sendo R$ 25 mil originados do repasse da Associação Mato-Grossense de Municípios (AMM).

Nortão Noticias

 

Tem algo a dizer sobre essa matéria?