Você está lendo:
"Qualquer um do nosso grupo é melhor que o Taques", diz Janete
0

"Qualquer um do nosso grupo é melhor que o Taques", diz Janete

by newsmtagosto 28, 2014

Esposa de José Riva é cogitada nos bastidores como possível substituta

A ex-secretária estadual de Cultura, Janete Riva (PSD), esposa do candidato ao Governo do Estado José Riva (PSD), afirmou nesta quarta-feira (27) que qualquer um do seu grupo político tem condições de enfrentar Pedro Taques (PDT) nas eleições. Ela disse que o adversário não conhece Mato Grosso, e nem as pessoas.

“Acredito que para vencer o Taques, em questão de preparo, qualquer um do nosso grupo está preparado. Ele não conhece o Estado, não conhece as pessoas. Está vendendo uma imagem, que ao longo da campanha, vamos mostrar à população. Qualquer um do nosso grupo é melhor do que ele. Sem dúvida alguma”.

Cogitada nos bastidores como possível substituta de Riva, [caso tenha o registro indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral], Janete disse que o grupo ainda não avaliou a possibilidade, mas revelou que chegou a pedir para o marido um espaço para que pudesse expor quem é Taques, e o que Riva fez pelo Estado.

Janete afirmou que tem sido muito bem recebida no interior, e que os eleitores a tratam como a “liderança Janete Riva”, e não como “a esposa do Riva”. 

“Enquanto cidadão mato-grossense preciso de um espaço para poder falar um pouco. Eu e o Riva não fazemos o papel da esposa que tem que estar ‘colada’ no candidato. Não! Trabalhamos mesmo. Temos essa vontade de mudança. Aonde eu chego não estão recebendo a esposa do Riva, mas a liderança Janete Riva. Essa é a diferença”.

“Não temos um ‘plano B’, mas eu disse para o Riva: Você, por favor, me arrume um palanque. Eu vou fazer a minha parte para mostrar quem é esse candidato que está sem colocando como ‘o cara’. Eu 

“Aonde eu chego não estão recebendo a esposa do Riva, mas a liderança Janete Riva. Essa é a diferença”

brincava muito, mas o Riva sempre dizia que não queria ser candidato. Mas ai, mudamos de ideia para mostrar o que ainda podemos fazer pelo Estado”.

Janete já disputou a vice-governadoria em 2002, ao lado do então senador Antero Paes de Barros, e atuou como coordenadora da Sala da Mulher, na Assembleia Legislativa. Seu último cargo foi a pasta da Cultura, que deixou em abril deste ano.


Riva de volta à presidência da Assembleia

Janete comemorou o fato de o Superior Tribunal Eleitoral (STJ) ter acatado recurso de Riva e permitido que ele voltasse à presidência da Assembleia Legislativa, da qual estava afastado por decisão do Tribunal de Justiça desde março deste ano. Para ela, Riva é perseguido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

“A decisão não deixa de ser um reconhecimento. O TSE vai ‘olhar com outros olhos’. É uma forma de dizer que aqui é realmente feito um julgamento politico, porque afinal o Supremo (STF) tem todo esse cuidado da analise legal, o que infelizmente não acontece em Mato Grosso. Aqui, houve um julgamento politico. Não sei se para beneficiar algum grupo político”.

ANA ADÉLIA JÁCOMO 

About The Author
newsmt

Tem algo a dizer sobre essa matéria?