Você está lendo:
Região de Alto Araguaia ganhará ponte de concreto
0

Região de Alto Araguaia ganhará ponte de concreto

by Radio Tangarádezembro 14, 2017

A ponte de madeira que liga as margens do rio Ariranha, localizado na região do município de Alto Araguaia, será substituída por uma de concreto. A obra foi autorizada pelo governador Pedro Taques na tarde desta quarta-feira (13.12).

O documento foi assinado na sala reunião Garcia Neto, no Palácio Paiaguás e contou com a presença do secretário chefe da Casa Cvil, Max Russi, secretário adjunto da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Marcelo Catalano, deputado estadual Mauro Savi e autoridades e produtores rurais e pecuaristas dos municípios de Alto Araguaia e Alto Taquari.

A obra era um desejo antigo dos moradores da região. Um deles é o produtor rural em Alto Araguaia, Carlos de Almeida, que há sete anos convive com as dificuldades da distância e de locomoção para adquirir sementes para sua plantação de soja. “Para chegar a Alto Taquari e Alto Araguaia faço 130 quilômetros até Sonora, em Mato Grosso do Sul, 110 até Rondonópolis e mais o resto até chegar em Alto Taquari para buscar sementes”.

O produtor destacou ainda que a ponte é uma necessidade na região. “Ela viabilizará melhorias para a nossa área trazendo mais riqueza para nossa região”, disse o Almeida.

Melhorar a vida dos moradores e facilitar o escoamento das produções da região são alguns dos benefícios da obra lembrados pelo prefeito de Alto Araguaia, Gustavo Anicésio. “A importância maior desta ponte é a integração das margens do rio Ariranha, onde a margem direta ocupa cerca de 120 mil hectares de terra, que não tem como escoar a sua produção. Ela é escoada toda por Mato Grosso do Sul, pelo município de Sonora. O estado e os municípios perdem com isso. A construção dessa ponte diminuirá a distância e a produção será escoada com mais facilidade”, destacou.

O govenador Pedro Taques destacou os avanços conquistados na infraestrutura do Estado. “Atualmente, Mato Grosso possui 350 pontes de concreto nas rodovias estaduais e seis mil estradas pavimentadas no Estado. Pela primeira vez na história, o Estado também possui um plano diretor de pontes, pelo qual sabemos cada ponte de madeira que precisamos substituir”, disse.

O secretário adjunto de Infraestrutura (Sinfra), Marcelo Catalano, explicou o processo para a construção da ponte. “A ponte não tem projeto, então o prefeito se comprometeu em elaborá-lo e também cuidar da parte da licença ambiental. Tão logo este projeto estiver na Sinfra vamos correr com o processo licitatório. Simultaneamente a isto, a ponte será inserida no programa de pontes, que é um programa de financiamento no valor de R$ 470 milhões”, disse o secretário completando que a obra deverá ser entregue próximo ao mês de junho de 2018.

About The Author
Radio Tangará