Menu
Seções
RIO 2016: Paralimpíadas estão à altura de Jogos Olímpicos e promoverão debate, diz ministro do Esporte
setembro 8, 2016 Destaques

ao-lado-do-goalball-a-bocha-c3a9-um-dos-dois-c3banicos-esportes-paralc3admpicos-que-nc3a3o-consta-com-um-similar-nos-jogos-olc3admpicos

Os Jogos Paralímpicos Rio 2016 começam nesta quinta-feira (8) e seguem até o dia 18 de setembro. Mais de quatro mil atletas de 160 países participam das competições. A edição que acontece no Rio de Janeiro vai reunir 289 atletas brasileiros – o maior número de representantes do país na história dos Jogos.

O Brasil enfrenta o desafio de se manter entre as potências paralímpicas mundiais. Para o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, as Paralimpíadas estarão à altura das Olimpíadas e vão proporcionar discussões importantes para o país.
Leonardo Picciani, ministro do Esporte
“Esse é um tema absolutamente importante para o nosso país e para a nossa sociedade, porque transcende simplesmente a questão do esporte: ele vai mais além, muito mais além. Trata de inclusão, trata de se mostrar a superação, de se discutir temas importantes como a acessibilidade”.
Os atletas brasileiros fizeram a estreia nas Paralimpíadas em 1972, na Alemanha. Saíram sem medalhas, mas na edição seguinte, em Toronto, conquistaram a prata no Lawn Bowls, uma espécie de bocha sobre a grama.
A partir de então, o Brasil não passou mais despercebido. Brilhou em Sydney-2000, ao conquistar 22 medalhas em quatro modalidades. Em Atenas-2004 ficou em 14º lugar no quadro geral. Em Pequim-2008, terminou a competição em 9º lugar. Em 2012, em Londres, alcançou a 7ª colocação.
O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons, acredita que a natação e o atletismo vão ser os destaques dos Brasil na Rio 2016.
Os atletas brasileiros fizeram a estreia nas Paralimpíadas em 1972, na Alemanha. Saíram sem medalhas, mas na edição seguinte, em Toronto, conquistaram a prata no Lawn Bowls, uma espécie de bocha sobre a grama.
A partir de então, o Brasil não passou mais despercebido. Brilhou em Sydney-2000, ao conquistar 22 medalhas em quatro modalidades. Em Atenas-2004 ficou em 14º lugar no quadro geral. Em Pequim-2008, terminou a competição em 9º lugar. Em 2012, em Londres, alcançou a 7ª colocação.
O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons, acredita que a natação e o atletismo vão ser os destaques dos Brasil na Rio 2016.
Ao todo serão 23 modalidades esportivas e 528 medalhas nas competições das Paralimpíadas Rio 2016.
Matéria:
Comentários estão fechados
*